verificador pinterest Casa, Coisas e Sabores: Bicho padeiro: massa básica para pão caseiro

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Bicho padeiro: massa básica para pão caseiro


Essa receita de massa para pão caseiro é para anotar e guardar do lado esquerdo do peito (ou na porta da geladeira): fora o fermento biológico fresco para pão, que é mais específico, os ingredientes são muito simples, o preparo também não requer grandes habilidades e a massa serve tanto para pães salgados quanto para pães doces. Você terá um pão leve, fofo e macio, pois tem uns "pulos do gato". Depois de passar a receita, indico sugestões de variação. Ir à padaria? Hoje não.

Vontade de comer pão e preguiça de sair para comprar no supermercado/padaria. Na lógica maluca dessa que vos escreve, a melhor solução era ir para a cozinha preparar um pãozinho. À primeira vista, pode parecer que acabei tendo mais trabalho, mas essa receita de pão caseiro é tão prática que o trabalho foi muito pouco e acho que saí lucrando. O clima quente do dia ainda fez o favor de diminuir a espera para crescimento da massa. O resultado foi um pão caseiro quentinho, do tipo "sovado", "suíço", que fica bem macio e com casca fina. A mesma massa pode ser modelada para fazer pão de hot dog e pão de hambúrguer, além de pães recheados. É, acho que saí no lucro.


O "pulo do gato" é fazer do jeito que fazem na padaria: adicionar o líquido (água) aos secos, e não o contrário - colocar farinha na mistura líquida -, como a gente costuma fazer em casa. Outro segredo: a farinha é na quantidade indicada e só. Nada de colocar mais farinha para a massa não grudar. É bem diferente do jeito que se costuma fazer pão em casa, mas seguindo as quantidades e instruções, garanto, sai um pão leve, fofo e macio.

Massa básica para pão caseiro
(Rende 6 pães - tamanho "hot dog" médio)

2 xícaras de farinha de trigo
1/2 colher de sobremesa de sal
1 e 1/2 colher de sopa de açúcar
1/2 colher de sopa de leite em pó
1 colher de sopa de manteiga (de preferência, sem sal)
1 tablete (15 g) de fermento biológico fresco
140 ml de água

Coloque em um recipiente os "secos": farinha de trigo, sal, açúcar, leite em pó, manteiga e o fermento biológico esfarelado. Misture com uma colher e com as mãos. Vá acrescentando a água aos poucos, misturando ainda dentro do recipiente.
Muita calma nessa hora: a massa vai estar pegajosa, e é assim mesmo. Retire a massa do recipiente e leve a uma bancada. Ela vai estar grudando nas suas mãos e na bancada, mas você vai ser forte e não colocará mais farinha. Vá sovando a massa (puxe um punhado de massa na sua direção e empurre com o punho, fazendo força para frente e para baixo, repetindo esse movimento e mudando a posição da massa na bancada). Braço forte: tem que sovar bastante, eu passei uns 15 minutos amassando a bicha. Nesse amassa-amassa, vai chegar um momento que a massa ficará elástica e não grudará mais na bancada e nas suas mãos. A explicação é que, sovando bem, você estará desenvolvendo a rede de glúten da farinha (???). Ok, deixará de ser pegajosa. Separe a massa em partes iguais e faça bolinhas, coloque na assadeira e deixe descansar uns 20 min. Passado esse tempo, modele as bolinhas a seu gosto (fiz compridas, no formato de pão de hot dog, mas devia ter dado mais altura) e coloque de novo na assadeira, dessa vez deixe crescendo uns 40 min. Pincele ovo batido (opcional) e leve ao forno médio até dourar. Aqui ficou uns 30 min, mas fique de olho.

Como você não ficou acrescentando mais farinha de trigo ao léu na hora de sovar a massa, o pão não fica com aspecto pesado, a massa fica muito leve e fofa. Você pode colocar um pouco de parmesão ralado em cima de cada pão antes de assar para ficar aquela crosta de queijo. Para pães doces, depois do primeiro descanso, recheie a bolinha com um pedaço de goiabada e prepare uma calda (fondant ou açúcar de confeiteiro + água) para jogar em cima do pão depois de assado.

Atualização: essa receita recomenda que se use apenas a quantidade indicada de farinha de trigo, não mais. A ideia é pedir que você resista à tentação de querer que a massa desgrude das mãos logo no começo da sova, pois ela vai começar grudentinha e vai desgrudar à medida em que você for sovando. No entanto, talvez eu tenha sido negligente em afirmar para nunca, never, jamais acrescentar mais farinha - foi recomendação da receita original e deu certinho comigo, aliás, sempre dá. Mas quem faz pães e massas sabe que farinha de trigo, às vezes até da mesma marca, comporta-se das maneiras mais distintas. Se você mora em local úmido, de repente sua farinha fica com mais umidade também e a receita pediria um tico a menos água, por exemplo. Assim, se você for começar a sovar e a massa estiver pegajosa demais, tipo esparramando na bancada, jogue um pouquinho mais de farinha. O que precisamos ter em mente é que não vamos fazer a massa desgrudar das mãos com farinha, e sim com sova. E persista na sova. Farinha é um último recurso. Desse jeito é que você vai conseguir um pão fofinho como promete a receita :)

Atualização em 20/02/13: você veio até aqui procurando a receita da foto abaixo? Há uma imagem circulando no Facebook com o link para essa massa básica de pão como sugestão para preparar esses "sanduíches". Como também me interessei, reproduzi a receita - completa, com massa, recheio e modo de fazer explicadinho.

Clique aqui para ver a receita completa dos sanduíches de forno


Atualização: clique aqui e confira como substituir o fermento biológico fresco pelo seco.

Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem

-----------------------------------------

Sabe a receita do bolo salgado de azeitonas e alecrim (ESTA)? Ela é um verdadeiro curinga e rendeu mais duas variações: muffins de azeitona preta e muffins de parmesão. Confira as fotos e as alterações para chegar a essas duas receitas em nossa fanpage no Facebook (AQUI, nas fotos).

------------------------------------------

Vi essa receita no programa do meu muso Daniel Börk (Dia Dia) e corri para experimentar. Não me arrependi, a receita é boa mesmo. No site do programa, tem a receita (fiz metade) e um vídeo da culinarista convidada que ensinou a fazer a massa. Veja AQUI.

Para se aperfeiçoar nas artes padeiras, veja ESSA postagem com dicas do blog Cucina Artusiana.

Em dias mais frios, a dica é ligar o forno por uns 5 min, desligar e, quando estiver mais para frio, deixar a massa descansando e crescendo lá dentro.

72 comentários:

  1. Faço sempre uma receita bem parecida com esta e todos adoram, as vezes recheio com goiabada derretida e então e só elogios.
    Este ficou muito fofinho e com um cafezinho não tem lanche melhor.
    Abraços.
    Vanessa Oliviera

    ResponderExcluir
  2. Receita anotadissima Adri, obrigada por partilhar

    beijos!

    ResponderExcluir
  3. Gosteimuito desse post Adri, pra variar como vc havia dito coloco mesmo a farinha no liquido, Vou colocar em prática esse modo de fazer na minha proxima fornada de pães. Adorei...bjos uma ótima semana

    ResponderExcluir
  4. Ah, que o bicho padeiro nos mordeu e não cura mais!

    Adri,

    Fazer pão em casa é uma delícia mesmo! Os seus ficaram lindos, e fico imaginando aquele cheirinho de pão pela casa.

    Um grande beijo,

    Carla Maicá

    ResponderExcluir
  5. Faço minhas as palavras da Carla. Fazer pão é algo irresistível.
    Ontem fiz um que deixou no ar um aroma incrível.
    Pão caseiro é outra conversa!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Adri eu amoo pão e adoro fazer tb !Eh tão gostoso o processo de sovar a massa, o cheirinho de fermento...rs Ficou lindo seu pão e adoro pães assim, tipo hot dog, muito melhor se for caseiro né... Beijos Tê

    ResponderExcluir
  7. Vanessa, pão caseiro é um sucesso, né? O recheio de goiabada é uma ótima opção para variar e agradar as "formiguinhas" :-) Beijos!

    Paula, que bom que gostou da receita! Não deixa de fazer, fica um pão muito gostoso. E sovar pão é terapêutico, relaxa que é uma beleza, rsrs. Beijos.

    Josy, eu também fazia pão igual a você, pois era o jeito que eu conhecia. Ser mais econômico na farinha de trigo dá leveza ao pão. Experimenta e depois me diz o que achou :-) Beijinho!

    Carla, você tem sua parcela de culpa! É um papo de pão pra lá, pão pra cá, que deixa a gente na maior vontade, rs. Tem coisa melhor que pão quentinho? Não tem, rs. Vou ficar de olho nas suas artes padeiras, hein, que ando empolgada :-) Beijos!

    Gina, acho que o cheiro de pão é um dos elementos mais afetivos que a gente tem com comida. O sabor é ótimo - como você disse, do caseiro nem se fala -, mas o cheirinho...é irresistível. Deviam vender aromatizador de ambiente com cheiro de pão! Hehe. Beijos!

    Tê, sovar a massa é a melhor parte de fazer pão! Eu gosto tanto que nem as massas mais pesadas vão para a batedeira, vai tudo no muque! Que, no meu caso, é bem fracote, haha. Beijo!

    ResponderExcluir
  8. verdade mesmo,eu achei bem facil.
    ingredientes faceis de ter em casa.
    vou anotar sim,quero logo experimentar.

    www.boracozinhar-lu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Adri, que legal essa receita, vou testa-la amanhã mesmo.
    Valeu pelas dicas !!!
    bjs,
    Saiyuri K

    ResponderExcluir
  10. Lu, os ingredientes são todos bem simples, né? Essa é uma massa de pão básica que você pode incrementar com ervas, recheios doces ou salgados, queijo ralado em cima para ficar aquela crostinha...já fiz algumas vezes aqui em casa, sou muito fã dessa receita :-) Beijos!

    Saiyuri (que nome bonito), que bom que gostou! Essa massa corre o risco de virar aquela receita de pão coringa na sua casa, rs. Experimenta e me conta depois o que você achou :-) Beijos!

    ResponderExcluir
  11. ruimmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

    ResponderExcluir
  12. Anônimo, já fiz essa receita trocentas vezes, inclusive essa massa já foi base para outras receitas publicadas aqui no blog, sempre dando certo. Então te digo uma coisa: é boooooooaaaaaaaaaaaaa!
    Conta para mim o que deu errado, para ver se posso ajudar. Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oi Adri, algum tempo que venho procurando uma massa de paõ que me lembrasse aquele pão de massa fina tipo suiço que compramos nas padarias dos supermercados. A sua é a primeira que encontro parecida. Vou testar e depois te digo se ficou boa tá?
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elma, esse pão está mais para o de cachorro-quente, sabe? Acho que o pão suíço tem uma massa mais macia e úmida. Mas esse pão fica uma delícia, se fizer não vai se arrepender, conta depois o que você achou :-) Para algo mais parecido com pão suíço, sugiro a você a receita do pão Petrópolis, em vez de fazer um grande, modele os pãezinhos e pincele com gema de ovo batida :-) Beijos!
      Pão petrópolis > http://casacoisasesabores.blogspot.com/2012/01/pao-petropolis-e-as-famosas-torradas.html

      Excluir
  14. Muito lindos, muitos parabéns, e tudo que eu queria agora era um desses quentinho e uma manteguinha derretendo!!
    Beijo!
    Lena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lena, ganhei o dia com teu elogio :) Também fiquei com vontade de pão quentinho, acho que hoje vai sair algo do forno, rs. Um beijo!

      Excluir
  15. fizemos a receita da massa básica para pão caseiro e me desculpe mas é uma porcaria...
    fiquie hoooooras sovando a massa e nada. além disso tive que acrescentar mais farinha sim...
    mas afinal: que droga de massa é essa que de uma papa leitosa vai sair uma massa de pão?
    e olha que eu estou acostumadíssima a fazer pão...não sei como fui cair nessa esparrela...
    não façam, não façam, não façam...
    tem um monte de massa por aí fofíssima e muito mais fácil e coerente que a gente faz com a esponja e etc...
    quer fazer essa droga? então vc gosta de sofrer mesmo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, achei uma receita que está mais à altura de seus conhecimentos: http://www.smalimentos.com.br/index.php?p=receitas.php&&id_ver=190
      Sucesso! O importante é cada um ser feliz com o pão que faz, não é verdade?

      Excluir
    2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk,isso ai adri...acaba com as recalcadas

      Excluir
    3. mas q anônimo despeitado!!!! é tão covarde q tem q ser anônimo mesmo....
      O pão é excelente, adorei.

      Excluir
  16. Bom dia
    Nossa ...tomei um susto com a grosseria da Sra. Anônimo!

    Obrigada pela receita, vou esperimentar e te digo se ficou bom , sem grosseria é claro! porque se não ficou faço de novo e de novo até acertar ... Seu pão é lindo!! Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marcia, bom dia! Na hora de ser grosseiro, ninguém coloca o nome, já percebi isso. Mas, quer saber? Comentários como o seu fazem o blog valer a pena e, como são maioria, meu saldo é mais que positivo :)
      Ninguém é obrigado a gostar das receitas e o espaço está aberto sim para críticas, mas acredito que tentar aprender e melhorar é o melhor a se fazer quando algo não dá certo. Eu, pelo menos, estou sempre disposta a isso.
      Essa receita de pão é figurinha fácil aqui em casa, já fiz muitas vezes e sempre fica ótimo. Se você fizer com cuidado, carinho e com paciência na sova - 15 min de sova é uma verdadeira ginástica! -, vai dar certo. Mas, se não der certo e se quiser, pode voltar que a gente tenta descobrir o que aconteceu :) Já vi que você é brasileira e não desiste nunca! Rs.
      Obrigada pelo carinho :D Beijos.

      Excluir
  17. se for colocar o fermento seco como fazer a substituiçao...por favor me responda por email..janaina.odocio@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jana, vou responder por aqui porque sua dúvida pode ser a mesma de outras pessoas que vierem ver a receita, ok?
      Você pode substituir o fermento fresco da receita por 1/2 colher de sopa de fermento biológico seco instantâneo, o de pacotinho. Ainda não fiz essa receita com fermento seco, mas já fiz essas substituições em outras receitas e sempre dá certo. Da próxima vez que fizer esse pão, vou usar fermento seco e atualizo a postagem com o resultado.
      Se você fizer primeiro, me conta como ficou? Beijos!

      Excluir
  18. Gostei da recita da massa, irei fazer com certeza, e acho que se muitos à elogia é porque dá certo, não dê leitura para quem te ridiculariza, a única coisa que posso falar é Sucesso para seu Blog. Amo cozinhar e colocar a mão na massa. bjks Adri!!!

    ResponderExcluir
  19. Será que dá pra fazer pizza e esfirra com essa massa ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, aqui no blog tem uma massa muito boa para salgados assados, até base de torta eu faço com ela. Nunca tentei fazer pizza com ela, mas deve sair boa também.
      De qualquer forma, tem também aqui receita de massa de pizza caseira, fica muito boa. Beijos!
      Massa para salgados: http://www.casacoisasesabores.com.br/2011/07/joelho-italiano-mistinho-feito-em-casa.html
      Massa de pizza: http://www.casacoisasesabores.com.br/2012/02/massa-basica-de-pizza.html

      Excluir
  20. Ei Adri, tudo bem?

    Fiz a receita e ficou muito bom! Bem macio e leve mesmo.
    Porém tive que sovar a massa por uns 50 min.! Fiquei bem cansada no finale achei que rendeu pouco pelo tempo que demorou.
    Não sei o que posso ter errado, a única alteração fiz foi trocar o fermento biologico fresco pelo biológico em pó. será que foi isso?

    Valeu pela dica de qualquer forma! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marina, que ginástica! Imagino seu cansaço, foi muito tempo. Não acredito que o fermento seco tenha alterado o ponto tanto assim. A farinha de trigo que você usou demorou a desenvolver glúten (dar o ponto certo), pode ser uma característica da marca que você usou. A massa ficou muito pegajosa no começo? Ela fica mole, mas precisa dar para trabalhar. De repente pode ser o caso de colocar um pouquinho a mais de farinha do que a receita pede. O resultado não vai ser tão macio quanto você conseguiu, mas vai ficar bom e mais prático. Porque com 50 min de sova não tem praticidade nenhuma, rs.
      Mas tenho certeza que seu pão ficou hipermacio depois, aliás, esse é o segredo do pão de massa bem fofa e macia: massa mole e muuuuita sova. Se você tiver batedeira com gancho para pão ou máquina de fazer pão, pode deixar a massa mole batendo nesses aparelhos, assim fica a vida toda sovando e a gente não cansa :)
      A receita é mesmo pequena, usa-se cerca de 240 g de farinha, um nada perto das receitas que costumam levar 1 kg inteiro. Depois de quase 1 hora de sova, deve ter dado até tristeza de ver poucos pãezinhos :(
      De repente os grosseiros dos comentários acima tiveram o mesmo problema que você, mas não persistiram na sova. Você foi determinada e anos-luz mais educada ao vir contar seu problema :)
      Beijos!

      Excluir
  21. Meninas, costumo comprar o pão cru na padaria e coloco recheios diversos, faço também pitzza fica uma delícia, 6 pães dá uma pitzza grande, #ficaadica#

    ResponderExcluir
  22. A padaria vende a massa crua do pão, é isso? Interessante, nunca reparei se as daqui vendem. É prático, mas também você leva para casa a massa "industrializada", com o bromato e os melhoradores que eles costumam usar no pão, tem esse porém. Acho que você perde os benefícios do pão caseiro. Mas essa é só minha opinião e sua dica não deixa de ser muito válida! Obrigada! Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Eu fiz este pão e ficou uma delícia....aprovado... agora vivo fazendo ....

    ResponderExcluir
  24. Israelle, que maravilha! Obrigada por ter vindo contar sua experiência com esse pãozinho :) Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Olá! Assei os pãezinhos hoje pela manhã!Ficaram lindinhos e deliciosos! Dei 3 unidades para a minha dentista experimentar!
    Confesso que precisei colocar mais um tico de farinha... utilizei a farinha NITA. Creio não ter interferido na maciez do pão! E com o calor, cresceu muito e bem rápido! Obrigada, vocês são incríveis por dividir conhecimento!
    Passem na minha página no Facebook e vejam a foto! Vânia Maria Gabriel de Souza (vaniasouza1966@gmail.com)
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vânia, que bom que você experimentou e veio contar! A dentista deve adorar essa paciente que leva pãozinho, hein :) Não conheço essa marca de farinha, mas um tico a mais não interfere na maciez mesmo.
      Não consegui te achar no Facebook - aquela busca de lá é horrível! - fiquei curiosa para ver a foto :) Se puder, posta a foto no Facebook do blog:
      https://www.facebook.com/casacoisasesabores
      Beijos!

      Excluir
    2. Gente, as medidas sao essas mesmas? To aki no meio do preparo e a massa esta seca e nao grudenta. 140 ml de agua pra 2x de trigo nao deu pra nada :/ Eh isso mesmo?

      Excluir
    3. Vanessa, a quantidade da receita é essa mesmo, 2 xícaras de farinha - sem fazer montinho, a xícara é nivelada e de 240 ml, como indico na Tabela de Medidas do blog - e 140 ml de água. Como alertei na postagem, a medida de farinha não é exata, pois há variações dependendo da marca, do clima etc. Se você achar que a massa ficou muito seca, pode colocar mais um pouco de água, sem problemas.

      Excluir
  26. Será q posso fazer a massa à noite e assar pela manhã????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Elen! A massa de pão crua não pode ficar descansando a noite toda: o fermento vai continuar trabalhando esse tempo todo e pela manhã você vai ter uma bola de ar, vai passar do tempo correto de fermentação.
      Uma solução para você ter pão quentinho pela manhã com o trabalho adiantado na noite anterior: de noite, faça a massa e leve os pães para pré-assar - deixe no forno pela metade do tempo total, uns 10 ou 15 minutos. Deixe esfriar, coloque-os na geladeira e no outro dia de manhã termine de assar, até que os pães fiquem dourados :)
      Beijos!

      Excluir
  27. O meu problema é que onde eu moro não tem fermento fresco; só sêco granulado. Não posso substituir? Qual a quantidade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, dá para usar o fermento seco sim. A diferença no sabor e textura é mínima :) Você pode substituir o fermento fresco da receita por 1/2 colher de sopa de fermento biológico seco instantâneo, o de pacotinho.

      Excluir
  28. Menina, meus pães ficam beeeeeeeeem pesados e massudos. Vou testar essa receita. Deus queira que eu acerte. Vou testar e depois venho aqui contar como ficaram. Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Experimenta sim, por aqui essa receita sempre resulta em pães fofinhos! Depois vem me contar! Beijos!

      Excluir
  29. Sempre procurei uma receita de pão para guardar do lado esquerdo do peito!
    Já fiz várias vezes e com vários recheios, sempre ficam deliciosos.
    Cada vez que faço meus pequenos ficam querendo descobrir do que será o recheio, é até engraçado... mamãe virou padeira!
    Obrigada, um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pat, o seu foi um dos comentários mais legais que já recebi aqui no blog! Fiquei imaginando os seus filhos esperando pelos pãezinhos e fiquei orgulhosa de ter contribuído um pouquinho para esse momento tão singelo, tão família...ganhei o dia :) Obrigada por vi contar, mesmo! Muito feliz que o pão seja sucesso na sua casa! Mas desconfio fortemente que o carinho de mãe dê um sabor muito mais especial :) Beijos.

      Excluir
  30. Adri, alguma objeção de colocar a receita na máquina de pão para sovar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Driana, nunca tentei, mas acredito que dá certo! Só não saberia te dizer o tempo de sova na máquina, sugiro que você deixe bater e vá verificando com os dedos quando a massa não estiver mais grudando. Se tentar, me conta depois? Beijos!

      Excluir
  31. Essa receita é perfeita!! Vai pra porta da geladeira mesmo. Finalmente consegui fazer um pão fofinho e com a casca fina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Regiane, que bom que gostou da receita! Obrigada por ter vindo contar sua experiência :) Esse pão é meu curinga, quando quero pão caseiro e não quero testar receita nova, sempre vou nele, um sucesso em casa :) Beijos!

      Excluir
  32. parabens amiga, essa receita e demais! Foi a unica receita que fiz de pao que ainda fica macio mesmo depois de tres dias! Fiz duas receitas de uma so vez de tao bom que e sendo um salgado e outro recheado de goiabada! parabens bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talita, que bom que gostou da receita! Esse pão foi um achado, faço muito aqui em casa. Sua ideia foi brilhante: fazer uma receita doce e outra salgada, assim agrada a todo mundo :) Obrigada por vir contar! Beijos!

      Excluir
  33. Olá, posso fazer a dobra da receita, fica bom? Familia grande tem que ter fornada maior de pães.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rôsynha. Pode fazer o dobro da receita sim, sem problemas. Inclusive essa que eu fiz é meia receita da original, porque em casa somos poucos :) beijos.

      Excluir
  34. oi. nem sabes o quanto me arrependi de ter feito esta receita.
    Estou passando mal de tanto que comi.
    Genteeeee.... Acaba com qualquer dieta.
    E recheei alguns com goiabada e coloquei erva doce.
    Nem esperei esfriar totalmente.

    ResponderExcluir
  35. O arrependimento é modo de se expressar.
    Ameiiiiii tua receita. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcia, no começo achei que a receita tinha dado errado, mas depois entendi o que você estava querendo dizer! Rsrsrs. Tem tanta gente aqui falando que fez com goiabada e eu ainda não testei! Ai que vontade que deu agora! Obrigada por ter vindo contar, essa foi uma das primeiras receitas de pão que testei e acho ela campeã em facilidade e resultado :) Da próxima vez que fizer, coma um pãozinho a mais - morninho - que esse vai ser por mim! Rs. Beijos.

      Excluir
  36. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  37. olá td bem? Eu acabei de fazer a massa, adorei, foi até mais fácil do que eu imaginava a sova pra mim, pois coloquei minha bebê de 6 meses sentadinha a minha frente enquanto eu sovava a massa, ela se divertiu muito e eu tbm..rs..o tempo passou rapidinho e a massa desgrudou da mão e da bancada fácil tbm, totalmente diferente da forma em que eu fazia antes. Agora só vou fazer esse pão. Não coloquei pra assar ainda, está no descanso, minha dúvida é que a massa não cresceu muito agora no primeiro descanso, é normal? Eu fiz com fermento biológico seco, será que seja por isso? obrigada, abraço

    ResponderExcluir
  38. Olá, eu assei o pão, ficou macio, e muito gostoso, pena que ñ cresceu muito, acho que errei na quantidade de fermento, eu usei uma unidade de 10g de fermento seco. Errei tbm na quantidade de sal, eu fiz a dobra da massa, então além de errar no sal, tbm coloquei margarina com sal, mas o pão ficou gostoso, apenas um pouco passado no sal..rs. Vou fazer novamente, e concertar o erro, sou persistente. Obrigada. Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rôsynha! O crescimento do pão é influenciado por várias coisas. Para fazer o dobro da receita, são 10 g de fermento biológico seco mesmo e não há nenhum problema em usá-lo. Será que o fermento que você usou não estava funcionando bem? Perto de vencer, por exemplo. Se o tempo estiver mais frio, esse crescimento demora mais também, pode precisar de umas 2 horas se o clima não estiver favorável. Excesso de sal também pode fazer o fermento perder efeito. Se bem que, se ficou macio e gostoso, acho que deu muito certo! Ainda mais com a ajuda de sua minicozinheira :) É só corrigir o sal da próxima vez. Beijos, obrigada por vir contar sua experiência com o pão :)

      Excluir
  39. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  40. Olá Adri,
    Eu moro no Canadá mas no inverno de lá sempre dou uma fugida para o Brasil. Lendo os comentários de várias pessoas e suas ponderações resolvi agregar mais uma informação. Os pães que faço lá no Canadá ficam sempre muito melhores do que os que faço aqui no Brasil e descobri que a explicação é a qualidade da farinha de trigo. A farinha vendida para consumo doméstico nos supermercados aqui no Brasil, geralmente, tem um teor de proteína e absorção de água baixas (são conhecidas como farinhas fracas), ou seja, possuem baixa capacidade de formação da rede de glúten (ponto de véu) e isso impacta diretamente no preparo dos pães. Sem a formação da rede de glúten, o gás, decorrente do processo de fermentação dos pães escapa de dentro da massa fazendo com que eles fiquem pequenos e, consequentemente, pesados. Essas farinhas se prestam bem para o preparo de bolos e biscoitos, mas, para pães, os resultados nem sempre são bons. É preciso garimpar e testar a farinha de diversos moinhos (pelo que vi, são mais de 200 no Brasil) para tentar encontrar uma que produza bons resultados. Eu, pessoalmente, até agora não encontrei uma que considere satisfatória. Farinhas fracas fazem com que a pessoa passe um tempão sovando sem chegar aos resultados pretendidos, ou seja, sem chegar ao ponto de véu, e continuam grudentas mesmo depois de muito sovadas. É por isso que muitos pães caseiros acabam ficando massudos e pequenos, exatamente porque as pessoas perdem a paciência na sova e acabam adicionando sempre muito mais farinha do que o que manda a receita. Minha sugestão é que as pessoas garimpem uma farinha de melhor qualidade. Uma dica é olhar o teor de proteína que vem especificado na embalagem, isso pode ajudar, embora não seja uma garantia de ótimos resultados. Espero ter contribuído e que essas informações sejam úteis para todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hernani, contribuição valiosíssima essa sua! Obrigada por compartilhar sua experiência aqui no blog e trazer essas informações. Certeza que serão úteis!

      Já tinha "assuntado" sobre isso, temos algumas marcas de farinhas de trigo que dizem ser específicas para pães e algumas versões "premium" das marcas mais comuns. Como você falou, tem que testar para ver se pelo menos se encontra alguma marca que se dê melhor para pães. Tenho uma da minha preferência para pães, que é diferente da marca que uso para bolos. Há também os "melhoradores" de farinha, mas nunca testei e, sei lá, gosto dessas coisas não, rs. Abraços!

      Excluir
  41. Oi, só mais um dado importante. Quando faço pães, sempre adiciono a gordura (manteiga ou óleo) depois de misturada a farinha à água ou leite. Isso porque a mistura antecipada da gordura na farinha inibe a absorção da água, deixando a massa mais mole pela falta de incorporação adequada da água. Vale lembrar que água e gordura não se misturam. Onde entra uma a outra fica de fora.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  42. Aprovo a receita é muito boa e levíssima ,que pena que vai acabar rapidinho..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Daniele! E obrigada por ter vindo contar :) A receita é pequena mesmo, principalmente quando a vontade de pão é muita, rs. Beijos!

      Excluir
  43. Fiz pela primeira vez ,e aprovo ,é muito boa..

    ResponderExcluir
  44. Olá Dri!!! Estou decidida a fazer estes pãezinhos, rs, tome o tempo que for na sova, hahaha!!! Mas gostaria de saber se posso substituir o leite em pó pelo leite normal (líquido) desnatado?
    Desde já agradeço, um beijo, Adliz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prepara o braço, amiga! Brincadeira, 10 ou 15 min de sova costumam ser suficientes. Uma leitora já comentou que simplesmente retirou o leite em pó e deu certo, te dou essa sugestão. Beijos, conta depois o que achou da receita ;)

      Excluir

Gerar PDF da postagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...