verificador pinterest Casa, Coisas e Sabores: Farinha de copioba e uma farofa fácil

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Farinha de copioba e uma farofa fácil


Ganhei de mamis um saco de farinha de copioba, que ela descobriu nas andanças por casas de artigos nordestinos, em busca por outro tipo de farinha. Acabou que a farinha de copioba ganhou fãs lá em casa: ela é amarelinha e levemente temperada - já explico essa parte -, por isso nem precisa acrescentar muita coisa para ter um farofinha muito gostosa, o que a torna um ingrediente prático. E isso é coisa que a gente gosta.

Pesquisando na internet, descobri que é uma farinha muito usada na Bahia e que os baianos são muito fãs. O nome se dá justamente porque, na região do Recôncavo baiano, onde é originariamente fabricada,  a fazenda Copioba que ficava na serra de mesmo nome fazia uma ótima farinha. Então as boas farinhas da região passaram a ser conhecidas como farinha de copioba. Isso tudo eu soube pela Neide do ótimo blog Come-se, que foi investigar in loco a tal da farinha.

A Neide também conta que a cor amarela característica pode ser tanto por causa da adição de corante amarelo quanto pelo acréscimo de temperos que dão essa cor, como cúrcuma ou açafrão. No segundo caso, já temos uma farinha temperada que resulta em um farofa gostosa com pouca coisa, como parece ser o caso da farinha de copioba que caiu em minhas mãos (o que seria de mim sem mamis?).

Minha mãe fez uma farofinha ótima só torrando a farinha de copioba na manteiga e acrescentando salsinha e cebolinha bem picadas no final. A farofa da foto foi feita refogando talo de brócolis bem picadinho (aquele talo grosso que sobra depois que se tiram as "arvorezinhas") com alho no azeite. Juntei a farinha de copioba e deixei torrar um pouquinho. E só. Para a turma dos farofeiros, é uma delícia.

----------------------------------------------------------

Confira a viagem do Come-se em busca das origens da farinha de copioba AQUI.

Você ainda joga fora talos e cascas dos vegetais? ESSA apostila da Pastoral da Criança, iniciativa ligada à CNBB que promove o bem-estar materno-infantil, traz algumas receitas de reaproveitamento, inclusive uma farofa de talos.

6 comentários:

  1. Que legal esse post Adri, além de encontrar sempre delicias nessa sua cozinha, sempre saio daqui aprendendo algo. Não conhecia essa farinha, e pelo que vc diz deve ser uma delicia. Amei... Bjocas

    ResponderExcluir
  2. Nossa, parece fácil fazer, mas acho que não tem copioba aqui na minha região.

    Parabéns pelo blog

    bjo

    ResponderExcluir
  3. Adri,

    Que legal vc falar da copioba. Conheci esta farinha recentemente na aula de gastronomia e adorei. Minha professora fez uma farofa no seu restaurante e levou para conhecermos.

    Aqui no sul acho difícil que eu possa encontrar...

    Um beijão e parabés pelo post.

    Carla Maicá, do Cucina Artusiana

    ResponderExcluir
  4. Josy, para mim é descoberta recente também, minha mãe que achou. Viu de quem herdei a curiosidade? Rss. Que bom que você gostou! Vindo de você, uma cozinheira de mão cheia, fico toda prosa :-) Beijos!

    Gabriel, obrigada pelo elogio e pela visita :-) Aqui na minha região também não é uma farinha comum, foi comprada em uma loja de artigos nordestinos. Vi que és de Campinas. Com certeza em SP tem (tem tudo, aliás, rs), dando um pulo na capital, aproveita :-) Beijo!

    Carla, que coincidência, a gente descobriu quase ao mesmo tempo, rs. Sua professora contou algo ou deu alguma dica a mais sobre essa farinha que você possa compartilhar com a gente? Sou toda "ouvidos", rs. Beijos!

    Procurei alguma loja online de artigos nordestinos para compartilhar com vocês, e não achei. Olha um nicho de mercado aí! Rs.

    ResponderExcluir
  5. Amo essa farinha. só uso dela. Morei muitos anos na Bahia e hoje, mesmo tendo retornado para BH, não vivo sem ela... Ontem mesmo o maridão chegou de lá e trouxe 10 kg, para poder dividir com os filhos e amigos...

    Não existe farinha melhor, mais gostos e torradinha...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa farinha é mesmo uma delícia, saborosa por si só :) Que sorte a sua poder contar com esses "carregamentos" de farinha de copioba direto da Bahia! Beijos!

      Excluir

O que achou da postagem? Tem mais alguma dica para passar? Ficou com dúvidas? O espaço dos comentários está aberto para todos trocarem uma ideia :)

Gerar PDF da postagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...