verificador pinterest Casa, Coisas e Sabores: Blooming onion, a cebola do Outback - versão assada

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Blooming onion, a cebola do Outback - versão assada


Mesmo para quem não come cebola, como essa que vos fala, a visão da cebola gigante, empanada e frita do restaurante Outback é de encher os olhos. Praticamente uma obra de arte, não se pode negar que é um belo prato. E dizem que muito gostoso. Pois bem, quis reproduzir a receita em casa, mas não estava muito animada com a fritura, então testei uma versão feita no forno assada. A seguir, passo todos os truques do preparo da cebola, como cortar, empanar etc., e ainda indico como fazer a receita do molho ultra saboroso que acompanha a cebola. Se você quiser fritar, fique à vontade, mas mostro que dá para assar também.


Quem já experimentou a cebola do Outback - ou de outros restaurantes - percebeu que a dita cuja tem um tamanho descomunal. A variedade gigante utilizada é uma cebola importada, chilena ou espanhola, que cheguei a procurar para fazer a receita, mas não consegui comprar. Ela está disponível para restaurantes e consumidores corporativos, mas é difícil de ser encontrada em venda ao consumidor final. Aos de São Paulo, talvez tenha no Mercadão, aqui no Rio de Janeiro não encontrei. Acabei usando uma cebola comum, a maior que encontrei, sugiro que faça o mesmo e seja feliz.

Blooming onion, a cebola do Outback - versão assada 
(Rende 1 ou 2 porções, dependendo da disposição da pessoa)

1 cebola comum bem grande
2 colheres de sopa de azeite

Mistura líquida para empanar
1 xícara de leite
1 ovo

Farinha para empanar
1 xícara de farinha de trigo
2 colheres de sopa de fubá
1 colher de café de pimenta caiena
1 pitada de cominho
1 pitada de tomilho (não tinha, não usei)
Sal

Preparando a cebola: corte uma tampa na cebola do lado oposto da raiz (que é onde tem os "cabelinhos"), esse corte deve ser de mais ou menos 1/4 da cebola. Na parte da raiz, faça um corte superficial, só para tirar os "cabelinhos", é essa base que vai segurar as pétalas da cebola, se você cortar demais vai soltar tudo. Coloque a cebola em uma tábua, com a base para baixo e faça (com cuidado) um corte em cruz, sem chegar ao final da cebola. Deixe uns 2 cm de distância, uma faca grande meio cega é perfeita para esse serviço. Corte novamente, em "X", e repita essa operação até você ter 16 fatias na cebola. Essa parte dos cortes é crucial, faça com carinho e cuidado, deslizando a faca devagar em cada corte. Cebola cortada, coloque-a de cabeça para baixo em um recipiente com água quente (não fervendo), por 10 minutos. Depois, retire a cebola e coloque-a em um recipiente com água estupidamente gelada - coloquei uma bandeja de cubos de gelo -, deixando esse conjunto por 1 hora na geladeira. Após esse tempo, você verá que as pétalas da cebola estão mais abertas e você ainda pode, delicadamente, abri-las mais com as mãos.

Na 2ª foto, tirei menos de 1/4 da tampinha da cebola, o resultado não é tão bom.
A última foto já é de uma cebola com a tampa cortada do tamanho certo.


Mistura líquida para empanar: em um recipiente onde caiba a cebola, misture o leite e o ovo, misturando bem com um garfo.
Farinha para empanar: misture todos os ingredientes em outro recipiente, que caiba a cebola com folga.
Empanando a cebola: mergulhe a cebola na mistura líquida e depois passe-a na farinha para empanar. Use uma colher pequena para jogar farinha por entre as pétalas da cebola, sacudindo a cebola de cabeça para baixo - com cuidado - para retirar o excesso. Mergulhe mais uma vez a cebola na mistura líquida e passe-a mais uma vez na farinha, da mesma forma. Faça esse processo com cuidado para não desmoronar sua cebola e com carinho, para que ela fique bem empanada.
Levando para assar: forre uma assadeira com papel alumínio e unte com azeite, acomode a cebola e regue-a com o restante do azeite. Leve a forno médio-baixo por 50 min, aumente a temperatura para médio-alto e deixe por mais 5 minutos, para dar aquela corada final.

Molho da cebola do Outback

3 colheres de sobremesa de maionese
1 colher de sobremesa de catchup
1 colher de café de pimenta caiena
1 pitada de gengibre em pó

Misture tudo e sirva com a cebola.



O segredo da coisa toda é a pimenta caiena, que dá o sabor característico da cebola e do molho. Sem ela, não dá a sensação de estar comendo a cebola do Outback. Aqui no RJ, comprei nas Casas Pedro. Caso você não ache, não deixe de fazer sua cebola: use pimenta do reino, pimenta calabresa, certamente gostosa a cebola vai ficar!

Se você quiser fritar a cebola, faça a preparação até a parte de empanar e frite a cebola de cabeça para baixo, por imersão, em óleo bem quente. Desse jeito, a cebola fica pronta em 5 minutos, é preciso admitir. Para assar, tenha um pouco mais de paciência. Garanto que a versão assada é bastante satisfatória!



Clique aqui e complete seu almoço/jantar com o pão australiano tipo Outback e a manteiguinha que acompanha.

Confira o post original publicado pelo Casa, Coisas e Sabores: blooming onion, a cebola do Outback - versão assada .

Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem

-------------------------------------------------------------------

As dicas para preparar a cebola foram retiradas de vários lugares: receita do Dia Dia, que tem vídeo e tudo, ESSA do site atdigital e ESSA do blog From Our Home To Yours. O procedimento de assar saiu de testes (e erros) no centro culinário Casa, Coisas e Sabores, mais conhecido com a cozinha da minha casa :)

4 comentários:

  1. Ao contrário de vc eu adoro cebola e amei esta sua versão assada, vou me aventurar.
    bjo

    ResponderExcluir
  2. Hummm eu amo essa cebola, nos tempos das vacas gordas eu ia muito ao Outback comer essa cebola e as batatas, nossa me deu água na boca Adri hehe. Vou tentar fazer qualquer dia só não garanto se vai ficar bonita como a sua e o que é melhor, assada. Gostei demais. Beijinhos, bom domingo

    ResponderExcluir
  3. Fê, muito incoerente uma pessoa que não gosta de cebola fazer essa cebola, rs. Mas todo mundo que conheço ama, é sucesso total para o cozinheiro, rsrs. Experimnenta! Beijos!

    Josy, as vacas precisam estar bem gordas, porque o Outback sabe cobrar pelas suas delícias, rsrs. Faz em casa que sai mais barato! Se quiser mais parecida, faz frita mesmo, uma vezinha não mata não, rsrs. Beijo!

    ResponderExcluir

O que achou da postagem? Tem mais alguma dica para passar? Ficou com dúvidas? O espaço dos comentários está aberto para todos trocarem uma ideia :)

Gerar PDF da postagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...