verificador pinterest Casa, Coisas e Sabores: Pão trança com frutas

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Pão trança com frutas


Ao decidir fazer esse pão trança, achei que estava entrando em uma empreitada meio complicada. Depois de feito, posso dizer que foi mais fácil do que eu pensei. A massa básica de pão já publicada aqui no blog se mostra curinga e vira pão doce em um piscar de olhos, sem levar um ovo sequer. O recheio de frutas aproveita resquícios do Natal e outras sobrinhas de frutas frescas. E a trança, além de valorizar o visual, distribui o recheio de um jeito muito peculiar e o trabalho - repito, menor do que você pensa - compensa pelo resultado: um pão bonito de se ver, extremamente fofo e adocicado na medida certa.

Minha amiga Daniella comentou outro dia que eu estava na fase do pão. É verdade - já estou com outra receita de pão engatilhada. Acho que descobri o quanto é gostoso afundar as mãos na massa e sovar, sovar, como se não houvesse amanhã. Para quem acha que não tem "mão" para fazer pão, só digo que (como quase tudo na cozinha) a prática faz o padeiro. No começo do blog, ficava de "mimimi", dizendo que pão era coisa sobrenatural, de feeling, e hoje me aventuro em qualquer receita. Não importa se não der certo, medo eu não tenho mais :-)



Para os iniciantes nas artes padeiras, essa massa básica para pão (AQUI) é uma ótima receita para começar. Siga à risca as quantidades e sove, sove, como se o mundo nem existisse mais...

Pão trança com frutas
(Rende uma trança média)

1 receita da massa básica para pão (AQUI) com as seguintes alterações no açúcar e no sal: 3 colheres de sopa de açúcar, 2 pitadas de sal. Acrescente 2 colheres de sopa de aveia (opcional).

Recheio
2 colheres de sopa de uvas-passas sem caroço
3 colheres de sopa de frutas cristalizadas
1 maçã pequena picada (sem casca)

Recheio: misture tudo, reserve.
Massa: siga o modo de fazer da receita indicada até o primeiro descanso da massa.
Montagem: em uma superfície enfarinhada, abra a massa no formato de um retângulo, com a ajuda de um rolo também enfarinhado. Não abra a massa muito fina (deixe espessura de quase 1 cm), senão complica depois. Corte o retângulo em 3 tiras, no comprido. Coloque o recheio ao longo de cada tira, às colheradas e deixando "margens". Feche cada tira, juntando as bordas da massa e dando uma "roladinha" de leve (na superfície sempre enfarinhada), para formar um rolo. Feche também as pontas das tiras.
Trançando: coloque os 3 rolos um ao lado do outro, bem perto, junte as pontas dos rolos das laterais e passe a ponta do rolo do meio por cima, dobrando para baixo. Ficará como na foto:



Vá trançando os rolos delicadamente, com cuidado para não rasgar. O jeito correto é pegar o rolo da extrema direita e colocá-lo entre os dois rolos restantes, fazer o mesmo com o rolo da extrema esquerda e assim sucessivamente, do mesmo jeito que se trança cabelo. Quando acabar, faça com as pontas do final o mesmo que fez com as pontas do início. Confesso que me deu um branco tão grande na hora que eu não conseguia lembrar de jeito nenhum como se trançava, aí fiz um negócio meio doido, mas que enganou bem, rs. O resultado foi esse aí:



Acomode a trança em uma assadeira untada e enfarinhada (cuidado com o transporte, use as duas mãos ao mesmo tempo como apoio para a massa) e deixe descansar por 40 min a 1 hora dentro do forno (desligado). Esqueci o pão e ele ficou superinflado e, depois, superfofo. Pincele a massa com leite e leve ao forno médio por cerca de 30 a 40 min, até dourar. Depois de assada, pincele a trança com a geleia de sua preferência (usei geleia caseira de damasco, ensinada AQUI).

Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem

----------------------------------------

ESTE vídeo mostra rapidamente como fazer uma trança com o pão.

4 comentários:

  1. Lindo demais seu pão trança.
    Se safou hein!

    Também já estive na fase do pão. Adoro sentir a massa nas minhas mãos. É terapeutico, não é?

    Há muito tempo que não fazia pãozinho doce. Hoje fiz um bolo-rei maravilhoso. Publicarei daqui a uns dias. Hoje estou por conta da Teia Ambiental.
    Beijinhos.
    Rute

    ResponderExcluir
  2. Há quem diga que temos que fazer pão quando estamos com raiva de alguém (rs*). Descarrega tudo na massa e ainda come um pão delicioso!!
    Favoritei! A massa parece que fica bem fofinha, aerada...
    Bom fim de semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  3. Rute, me safei mesmo! Olhando a foto até identifiquei onde eu errei, foi um passo em falso, mas eu dei um "jeitinho brasileiro" no negócio e enganei bem, hehe. Estou de olho no seu bolo-rei, fiquei com vontade de fazer esse ano, mas faltou tempo. Beijinho!

    Luma, coitado do pão, levando a culpa por alguém que nos fez raiva! Hehe. Mas, quanto mais a gente sova (ou soca!) o bichinho, melhor fica, isso é verdade :-) A massa ficou muito fofa, o pão praticamente sumiu aqui em casa, rs. Beijos!

    Andréa, obrigada! Da próxima vez, vou trançar direito, rsrs. Beijos!

    ResponderExcluir

O que achou da postagem? Tem mais alguma dica para passar? Ficou com dúvidas? O espaço dos comentários está aberto para todos trocarem uma ideia :)

Gerar PDF da postagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...