verificador pinterest Casa, Coisas e Sabores: Junho 2012

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Congelando pimentas


Além das conservas, molhos etc., o congelamento é outra opção para ter pimentas frescas sempre à mão. Após preparar as pimentas - de qualquer variedade, pode ser a da sua preferência - e proceder do jeito correto, elas congelam muito bem (mesmo). Quando descongeladas, quase não perdem a textura original e o sabor permanece intacto, é só usá-las normalmente na sua receita. Reza a lenda que até intensificam a "picância". Isso já não pude comprovar, porque congelei uma pimenta de cheiro, que depois cumpriu lindamente seu papel de perfumar e dar sabor a um peixe.

Gosto de colocar pimenta em alguns pratos, mas ultimamente estava recorrendo mais ao molho industrializado - que não é a mesma coisa - que à pimenta fresca, porque não estava encontrando pimenta a granel, apenas em embalagens e porções fechadas. Acabava ficando muita quantidade para pouco uso e, da última vez que comprei o pacote, muitas estragaram. Encontrei lindas pimentas na feira a acabei comprando uma porção de cada.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Torta de banana diferente


Você pode fazer uma torta de banana deliciosa de um jeito muito fácil e prático. A preparação dessa receita é um pouco diferente e praticamente irmã do bolo diferente ou cuca de chocolate com banana, com a diferença que a massa é branca e o preparo da cobertura muda pouca coisa. Tem bananas bem madurinhas e quer fazer alguma coisa com elas para que não estraguem? Essa é a hora de fazer uma torta prática, bonita - olha esse "craquelado" do topo, não fica apetitoso? - e gostosa.

A postagem de hoje tem a participação (mais que) especial da minha mãe, pois quem fez essa torta de banana foi ela. Essa receita tem história. Alguém passou a receita para minha irmã, há muitos anos (mais de 10, com certeza), ela fez, todo mundo gostou e depois ela anotou em uma folha de caderno e deu para minha mãe, que jogou o papelzinho dobrado na indefectível gaveta do armário da cozinha, junto com outros papéis com as receitas mais recorrentes. Um dia desses minha irmã quis fazer a receita e lá vai a gente atrás do papel, sem ter certeza se ele ainda existia. E não é que achamos a folha, toda amarelada e com as letras quase se apagando? Para manter essa delícia segura para as próximas gerações, "psicografei" - foi mediúnico, estava muito apagado - a receita para o caderno da minha mãe. Todos agora respiram mais aliviados.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Antepasto de pimentão


Pimentão não é um ingrediente muito fácil, mas, com uma boa receita, ele pode ficar com o sabor mais suave e muito gostoso. Sim, a base dessa receita é puro pimentão - dessa vez você não vai usá-lo como tempero, como é meu hábito na maioria das vezes. Esse antepasto de pimentão não fica com o sabor um pouco indigesto que esse ingrediente costuma ter e é um acompanhamento perfeito para torradas e pãezinhos. Como aperitivo ou no lanche, certamente é um jeito muito gostoso - e saudável, pois o pimentão é cheio de nutrientes - de ter algo diferente sempre à mão na geladeira.

Costumo usar o pimentão como tempero, coisa pouca, e de repente me vi com três pimentões grandes na geladeira, que começariam a pedir socorro em breve. Pedido de socorro foi o que eu também fiz, através das redes sociais do blog (Twitter e Facebook), até que a Marcela Melissa - que curte nossa página no Face - me passou uma receita bem interessante. Fiz no mesmo dia, com alterações por questão de falta ou de gosto, e achei deliciosa, por isso veio para cá. Pesquisando depois, descobri que a receita é original do Diga Maria, onde só tem coisa boa.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Sopa de lentilha (versão mais "light")


Se você está buscando um versão mais leve da sopa de lentilha, acabou de encontrar. Diferente das receitas mais tradicionais, que geralmente levam linguiça calabresa e/ou bacon, essa aqui é pura lentilha, com temperos e um toque no final que faz toda a diferença. Para quem quer aquecer o corpo com uma sopa leve e saborosa de lentilha, mas está evitando a gordura, é uma ótima opção. Opção bem fácil também, como você confere a seguir. Acompanhe com croutons - que a gente também mostra como faz, de um jeito bem prático.

Já havia tentado fazer uma sopa de lentilha mais light antes. Ficou horrível e eu tive que consertar (ou estragar - a saúde e a dieta) com calabresa e bacon, só assim o negócio ficou comível. Outra vez com um pacote de lentilha em mãos, fui ao infalível Panelinha e achei uma sopa de lentilha bem leve, com poucos ingredientes. Como o Panelinha é o Panelinha, resolvi arriscar, com o fracasso da receita anterior ainda vivo na memória. Sucesso absoluto. Até o marido, que é mais chato criterioso, aprovou. Apesar de leve, é uma sopa que alimenta, por causo do uso do grão.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Sorteio de produtos da Doceria Casa, Coisas e Sabores - ENCERRADO


Quer ganhar presente? Conheça a Doceria Casa, Coisas e Sabores e participe do sorteio!

A Doceria Casa, Coisas e Sabores é o blog Casa, Coisas e Sabores em forma de produtos muito doces, certamente o tipo de receita que esta que vos fala mais gosta de fazer. Na doceria, além de produzir toda a linha de palha italiana com todo o carinho e cuidado, utilizando ingredientes de primeira, aproveito também para fazer outra coisa que adoro, além de cozinhar: artesanato. Entre fitas, tecidos e detalhes, as embalagens vão nascendo para aliar o sabor a um produto também bonito. As opções de kits trazem caixinhas pintadas e revestidas. Assim, levo toda minha paixão por fazer esse tipo de trabalho a você :)

Tem presente para a mãe, a irmã, a amiga, o namorado/marido...o presenteado não gosta de chocolate? Sem problemas, a palha italiana no sabor maracujá também faz o maior sucesso.

Este é o site da doceria, no qual coloco as novidades e informações detalhadas dos produtos:

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Blogagem coletiva: questionamento e um chá


"Só sei que nada sei", disse o filósofo grego Sócrates, homem sábio de seu tempo e que não hesitou em colocar seu conhecimento à prova com essa singela frase. As certezas podem até não ser de todo estúpidas, mas são limitantes. Querer saber o motivo das coisas, nunca aceitar as informações passivamente - há que se processá-las, dissecá-las, para só então digeri-las. Questionar é aprender, é crescer, é ser dono do seu nariz e de sua mente. A Blogagem Coletiva Amor aos Pedaços (BCAP) chega à sua quarta fase, a do Questionamento. É o momento em que a razão chega para colocar a emoção à prova. Algumas pessoas são mais racionais, para elas esse momento chega mais rápido. Outras são puro coração e podem sofrer muito com o processo de questionar, ver os sonhos em tons pálidos ganharem nuances cinzas, mais brutas, mais reais. Para todos, não há acompanhamento melhor para as dúvidas, os questionamentos, os pensamentos do que um bom chá.

Não espere um chá que vai te deixar pronto para cair na cama e dormir o sono dos justos. Esse chá, apesar de delicado, tem sabor marcante e ingredientes estimulantes, que vão ajudar na clareza de raciocínio. Companhia perfeita para questionamentos de amor, nos quais é preciso estar atento, lúcido, desperto. Não está firme nos seus propósitos de analisar esse sentimento? Sempre haverá um chá de camomila para chamar os sonhos e afagar o coração...

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Como cortar cebola e outras dicas


A dica de como cortar cebola em cubinhos é muito simples e não requer nenhum utensílio especial, apenas uma faca e um pouco de técnica. Desde que aprendi esse macete, minha vida na cozinha nunca mais foi a mesma, pois acabei usando a mesma dica em outros vegetais. Sabendo como fazer, cortar cebola em cubinhos  - mesmo os menores - não dá trabalho nenhum e você ainda pode deixa o vegetal "no esquema" dentro da geladeira.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Jantar para o Dia dos Namorados


Em clima romântico à espera do 12 de junho, o amor está no ar, tudo está vermelho e cheio de corações. Pois você também pode deixar as coisas simples mais românticas no Dia dos Namorados. Vou mostrar como deixar um rocambole comprado pronto em formato de coração, que pode virar uma sobremesa ultraprática e apaixonada para dividir com seu amor. Além disso, se a ideia é se dedicar um pouco mais à cozinha - mas não muito, que o dia é de namorar -, vou sugerir três cardápios de jantar com vibes diferentes, à escolha do estilo do casal e com receitas selecionadas entre as do blog. Ou seja, tudo prático e gostoso, do jeito que a gente gosta.

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Bolo baiano, simples e delicioso


Pense em um bolo de sabor e textura delicados, fofo feito nuvem quando morno, preparado com poucos ingredientes e perfeito - absolutamente perfeito - para acompanhar uma xícara de chá ou café. Pensou? A Dona Benta tinha pensado nisso antes de você e transformado esse sonho em forma de bolo em realidade. O bolo baiano é daqueles bolos simples, sem recheios, coberturas ou firulas, que um café da manhã pede. O meu pede sempre, eu que nem sempre atendo.

Não sei se é realmente uma receita típica da Bahia, mas o bolo baiano que saiu do famoso livro da Dona Benta  leva o leite de coco que bem faz lembrar as receitas baianas. E garanto que não é bolo de coco, esse ingrediente confere um toque de sabor, porém não predomina. É praticamente um "bolo de bolo" (olha o meu bolo de bolo AQUI) muito do caprichado, com uma textura única que o amido de milho dá.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Cuscuz paulista (de panela)


Soube há pouco tempo que o cuscuz paulista também é chamado de cuscuz de panela, obviamente por ter abandonado a cuscuzeira para o preparo e caído na panela. Também não faz tanto tempo que conheço o cuscuz paulista, não é uma receita muito tradicional aqui no Rio de Janeiro. O preparo em si é muito fácil e rápido, pois a receita é quase um "mistura tudo e tá pronto". Pode perfeitamente servir de prato único, adoramos. A quantidade de ingredientes assusta - me assustou -, mas o bom é que no fundo pode-se usar o que quiser e o que tiver. Sendo assim, o camarão tradicional do cuscuz paulista deu lugar para o atum em lata. Quer praticidade maior?

É muito interessante ver como as receitas circulam e se transformam por esse país, gigante pela própria natureza. Mais puro no Nordeste, feito na cuscuzeira para comer com queijo ou manteiguinha, o cuscuz ganhou influência dos bandeirantes e um monte de ingredientes no Sudeste/São Paulo até virar o cuscuz paulista, que faz às vezes de refeição completa. A decoração é o ponto alto do negócio, pois, se o cuscuz paulista não for enformado, não tem graça nenhuma.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Geleia de maçã caseira


Se você nunca fez geleia caseira ou acha que por algum motivo não vai conseguir dar o ponto, a receita de geleia de maçã é ótima para começar a perder esse trauma. Fácil de fazer, sem segredos, em pouco tempo você prepara e enche um pote de vidro, abandonando de vez a geleia industrializada. A geleia de maçã também é base para outras geleias.Tomando cuidados no armazenamento (vou dizer quais são) e mantendo na geladeira, tem boa durabilidade e você consegue consumir o pote até o fim. Se bem que, aqui em casa, a geleia vai embora em poucos dias.

A maçã é uma fruta rica em pectina, justamente a substância que ajuda a dar o ponto da geleia. Isso quer dizer também que você consegue usar pouco açúcar, pois ele é apenas para adoçar, não para dar ponto. Sabe aquelas maçãs que já estão ficando meio tristes, tristes demais para serem consumidas in natura? Geleia delas!

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Purê de batata-doce rústico


Esse é um acompanhamento diferente, prático e cheio de sabor. Esqueça o purê de batata inglesa - só por um momento, porque a gente ama - e lance mão da batata-doce em uma receita do tipo "mistura tudo e está pronto". Porém, os ingredientes que você vai acrescentar farão a diferença entre um purê sem graça e outro mais complexo. Aproveite que a época junina faz minar batata-doce por aí. O adocicado da batata-doce perde espaço (melhor dizendo, combina-se) para o apimentado e o ácido. Ah, o purê de batata-doce rústico é quase cópia da receita do chef britânico Jamie Oliver, queridinho dos foodies e meu também :)

A autoria da receita original explica a praticidade e o contraste de sabores, marcas do chef. A receita só não saiu tal qual a do Jamie por causa da falta de um ingrediente e do acréscimo de outros, por preferir uma consistência mais molinha. Quebrou de leve a "rusticidade" do prato, mas deu um toque de purê de mãe.

Gerar PDF da postagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...