verificador pinterest Casa, Coisas e Sabores: Cuscuz com abóbora e damasco

segunda-feira, 13 de março de 2017

Cuscuz com abóbora e damasco


Cuscuz marroquino, praticamente um "macarrão instantâneo" para mim. Deixava abafado com água quente, sal e pimenta do reino e, em uns 5 minutos, estava pronto para ser misturado com o que quisesse e virar almoço. Essa história feliz acabou quando a caixinha de cuscuz marroquino começou a se aproximar dos 20 reais no mercado. Comprava a menos de 10 reais a caixinha, não era barato, mas dava para brincar de Rita Lobo. Descobri esse ingrediente com ela, ainda em tempos que era só o site Panelinha. Mas essa história termina bem, sim: o brasileiríssimo cuscuz nordestino desbancou o gringo e ocupou o espaço com louvor. E a cerca de 2,50 reais o saquinho. Dá para ser feliz com o que se tem? Muito! Aprendizado na cozinha e na vida. Vem ver como eu "amarroquinei" o cuscuz nordestino e ficou versátil e delicioso.


O cuscuz marroquino já passou por aqui no blog e é campeão de praticidade para fazer uma refeição rápida e nutritiva. Deixo AQUI a dica dele. Mas isso não anda me pertencendo mais, muito também porque descobri que dá para fazer tantas coisas com nosso cuscuz! Você pode comprar a farinha de milho para cuscuz (vem escrito na embalagem) ou a farinha de milho "flocão", prefiro esta última, pois fica um cuscuz mais soltinho.

Tenho uma cuscuzeira - panela específica para esse preparo - de tamanho mini, na qual se faz uma porção. A panelinha é do Ceará, terra de toda minha família, e ganhei da minha irmã. Minha mãe, como boa nordestina, tem uma cuscuzeira tamanho família. Se você não tiver uma dessas e quiser fazer cuscuz, há várias gambiarras na internet, inclusive um preparo no micro-ondas que pretendo fazer e mostrar aqui no blog. O importante é saber que o cozimento é no vapor, dito isso, dá para inventar moda sem a panela específica.



Já coloquei aqui no blog recentemente uma receita de farofa que leva cuscuz, bem diferente e que acompanha peixes e aves lindamente. Confira AQUI a receita.

Alerta de spoiler: essa receita é para quem curte um leve agridoce (aqui somos agridoce hard user, então isso é ficha). A abóbora e o damasco puxam para um adocicado, as especiarias "esquentam" um pouco o paladar. Na minha humilde opinião, é vida brotando no corpo a cada garfada.

Como preparar o cuscuz marroquino, para quem ainda tá podendo
Farofa de cuscuz nordestino com castanha de caju
Bobotie, torta se carne sul-africana, para quem é agridoce nível avançado

Cuscuz com abóbora e damasco
(Rende 3 porções)

1 xícara de farinha de milho para cuscuz
1/3 de xícara de água
1 xícara de abóbora cozida em cubinhos
5 damascos secos picados
3 colheres de sopa de azeite
1 colher de chá de especiarias*
Sal e pimenta do reino
Salsinha picada a gosto

*Usei uma mistura chamada pumpkin pie spice, mas você pode usar só canela em pó ou junto com pitadas de noz moscada e gengibre em pó.

Hidrate a farinha de milho de cuscuz com a água, acrescente sal e leve para cozinhar no vapor. Tenho uma cuscuzeira mini, mas se você não tiver uma panela específica para preparar cuscuz há algumas "gambiarras", só procurar nas internetz. Após cozido, solte o cuscuz com um garfo, junte a abóbora, o damasco e tempere com sal, pimenta do reino e especiarias. Acrescente o azeite e a salsinha, misture bem e está pronto. Pode ser servido morno ou frio.

O que sobrou dessa salada encontrou o que sobrou de um frango assado e os dois foram muito felizes. Acrescente o frango desfiado grosseiramente e você tem uma bela refeição com proteína, pode servir morno ou frio também, fica a dica.



Confira o post original publicado pelo Casa, Coisas e Sabores: Cuscuz com abóbora e damasco.

Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem

2 comentários:

  1. Nos supermercados Zona Sul (RJ), compro a embalagem do marroquino de 500 grs por R$ 10,00. Agradeço a dica com a farinha nacional para cuscus. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mauro! Agradeço sua dica também! Não é todo lugar que tem o cuscuz marroquino, já estava encontrando a R$ 18 - R$ 20, o preço do zona sul está parecido ao que comprava antes, fica acessível, até porque rende muito :) Abraços!

      Excluir

O que achou da postagem? Tem mais alguma dica para passar? Ficou com dúvidas? O espaço dos comentários está aberto para todos trocarem uma ideia :)

Gerar PDF da postagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...