verificador pinterest Casa, Coisas e Sabores: Sem festa junina, mas com canjica! E tem rapadura

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Sem festa junina, mas com canjica! E tem rapadura


Tudo bem que estamos mais perto do Natal do que das festas juninas, mas vontade não tem época, não é verdade? Basta fazer um tempinho mais frio que já pode ser declarado que é época de canjica. Ou mungunzá, como é chamado em algumas regiões do país. A cor do milho também varia. Na minha área, o milho de canjica é o branco, mas existe também o milho amarelo para o mesmo fim. Sou adepta de comemorar o Natal à brasileira e, se estiver mais fresco até lá, o que não acredito rs, uma canjica como essa pode bem fazer parte da festa. A receita de canjica que mostro é cheia de especiarias e fica moreninha, por conta da rapadura. Todo dia é dia! Aprenda como preparar a canjica com rapadura.


Já estou cá pensando nos itens de Natal, porque já é daqui a um mês! Em relação aos comes e bebes, eu e minha família optamos por itens tradicionais, mas também acho que comidas que tenham mais a ver com o Natal brasileiro caem bem. Frutas frescas, saladas e sobremesas leves são a cara do nosso Natal tropical. Vamos ver se consigo dar umas sugestões para a ceia, já vou matutando sobre o assunto. E pode mandar a sua também! Aqui no blog, à direita, tem um formulário de contato.

Canjica com rapadura
(Rende 6 porções)

250 g de milho branco cozido*
500 ml de leite
100 g de rapadura picada**
4 paus de canela
1 pitada generosa de noz moscada
10 cravos-da-índia
1 rodela de gengibre ralado

*Cozinhando o milho: para começo de conversa, é preciso comprar o milho específico para canjica ou mungunzá. Isso vem escrito na embalagem e, na minha área, o mais usado é o milho branco. Recomendo com força cozinhar o pacote todo (500 g) e depois congelar a metade, assim você aproveita o serviço. Coloque o pacote de milho na panela de pressão e cubra de água até encher 2/3 da panela (de 4,5 litros). Leve ao fogo na pressão com os paus de canela e, quando começar a chiar, deixe 40 min. Com isso, obtive grãos macios, mas firmes. Para ficar beeem molinho, deixe 1 hora. Retire da pressão, separe metade dos grãos com metade do caldo e leve para congelar em pote com tampa. A metade que ficou na panela é a que vamos usar!

**Na falta da rapadura, vale usar açúcar mascavo.

Com o milho cozido, os paus de canela e a água do cozimento ainda na panela, acrescente a rapadura picada, o leite e as especiarias (noz moscada, cravos de gengibre). Deixe apurar por alguns minutos em fogo médio, mexendo de vez em quando, até o caldo engrossar. Sirva quente - ou frio - polvilhado com canela em pó.


Confira o post original publicado pelo Casa, Coisas e Sabores: Sem festa junina, mas com canjica! E tem rapadura.
Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou da postagem? Tem mais alguma dica para passar? Ficou com dúvidas? O espaço dos comentários está aberto para todos trocarem uma ideia :)

Gerar PDF da postagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...