verificador pinterest Casa, Coisas e Sabores: Maio 2012

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Utensílios que amamos: decorador de bolos


Na postagem anterior, mostrei que fazer um bolo de aniversário pode ficar bem mais fácil se você tiver a receita, os produtos e os equipamentos certos (confira AQUI o bolo). Quando eu falo de equipamentos, não é pensando em nada sofisticado, pelo contrário. Quero mostrar um utensílio de plástico, barato e que eu usei para decorar o bolo do citado post: o decorador de bolos. Com esse utensílio, você vai conseguir fazer umas "gracinhas" na decoração dos seus bolos caseiros de um jeito muito prático. Ele também é ótimo para cupcakes, pois vem com bico injetor de recheios e outros para fazer a decoração.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Bolo de aniversário fácil


Essa receita vai mostrar que é possível fazer um bolo de aniversário decorado sem (muito) trabalho. Não vou enganar ninguém dizendo que não dá trabalho nenhum ou que é mais fácil que comprar pronto. Há boleiras ótimas em todos os cantos e podemos recorrer a elas quando o tempo estiver curtíssimo. No entanto, se a ideia é ter o carinho a mais de fazer você mesma o bolo de aniversário de algum querido, mostro que pode ser mais fácil do que você pensa fazer um bolo decorado, com opções para o nível de praticidade desejado.

O bolo de aniversário de chantilly com morangos é gostoso e pode ser muito prático. Já adianto um macete para facilitar ainda mais: aqui, fiz o pão de ló em casa e passo a receita, mas você pode comprar o pão de ló pronto na padaria e pular essa etapa. Outro macete é o chantilly usado. Utilizei o Chantycolor (da Arcolor, mas há de outras marcas também), mais abaixo falo dele com mais detalhes. Confira a receita, a montagem e mais sugestões de como variar essa receita.

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Vamos fazer diferente: chuchu assado


Preparar chuchu não é das tarefas mais fáceis. Nem sempre é uma opção usar o molho branco que classicamente acompanha o chuchu, tanto para evitar um molho cremoso quanto por querer algo diferente para fazer com o bendito legume. O chuchu é nutritivo, pouco calórico e barato, mas o coitado sofre um pouco de falta de sabor. Por isso o mais comum é colocá-lo para acompanhar algum ensopado, para ele pegar um gostinho por tabela, ou colocar algum molho que doe sabor ao chuchu. E se eu te dizer que o chuchu assado leva temperinhos bem simples, é prático e, se valendo do sabor do próprio legume, fica uma delícia? Ficou surpresa/o? Eu também. Faça e tire a prova. Eu não quero mais outra coisa com o chuchu.

Você que acompanha o blog já sabe que aqui o forno trabalha: batata "frita" (AQUI), abóbora (AQUI), legumes vários (AQUI) e até bolinho de bacalhau (AQUI), tudo se assa. O chuchu é um legume com grande teor de água, talvez por isso seja acusado de ser insosso. Preparando o legume no forno, você consegue "secar" um pouco dessa água e achei que isso intensificou o sabor, senti até um toque levemente adocicado no chuchu que não conhecia.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Bolo de laranja com cachaça


Pense em um bolo diferente, perfumado e de sabor marcante, fofo, mas bem úmido. Pensou? Pois essa maravilha de bolo de laranja com cachaça surgiu de um erro básico que nem foi de culinária, mas de interpretação de texto (o negócio é mais profundo, haha). Fiquei de olho na receita original durante o preparo, mas, resolvida a não seguir fielmente o passo a passo, acabei fazendo o que não devia. O resultado? Sucesso absoluto! O álcool da cachaça vai embora, mas o sabor fica. E como fica. Quentinho é coisa de louco. Uma delícia para acompanhar com café.

Para essa receita, é fundamental usar uma cachaça de boa qualidade. Aquelas industrializadas que são mais álcool que qualquer outra coisa não servem, pois quando o álcool vai embora no cozimento o que fica? Nada de sabor. Usei uma cachaça artesanal mineira que ganhei do meu cunhado e é meu xodozinho <3 Acompanhe a receita que eu explico depois o que fiz de errado que deu certo. Ah, essa receita não leva leite!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Operação Sorriso no Rio de Janeiro (lábio leporino)


A ONG Operação Sorriso fará a triagem nos dias 31 de maio e 1° de junho de pacientes para cirurgias gratuitas de correção de fissuras labiopalatinas -  também conhecidas como fenda palatina e lábio leporino. A seleção acontecerá no Centro de Tratamento de Anomalias Crânio-Faciais, na região da grande Tijuca (RJ).

As fissuras labiopalatinas são um problema congênito e, além da questão estética e, em consequência, psicológica, comprometem a formação dos dentes, a fala e a  nutrição da crianças, entre outros. E todo esse transtorno pode ser resolvido em uma cirurgia que dura 45 minutos, em média, com o paciente liberado já no dia seguinte. Sentiu a importância? A ONG Operação Sorriso realiza esse trabalho muito legal e importante de oferecer a cirurgia corretiva gratuita com a ajuda de profissionais de saúde voluntários e parcerias com órgãos públicos e instituições. Só no Brasil, segundo a assessoria de imprensa da ONG, já foram realizadas mais de 5 mil cirurgias desde o início das atividades no país.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Brigadeiro sem leite condensado


Vontade de brigadeiro e acabou o leite condensado? Achei essa receita curiosa e resolvi testar para ver se dava certo. Não só dá certo como ainda fica muito gostosa. O brigadeiro sem leite condensado é perfeito para comer de colher ou, em uma textura mais molinha, servir de cobertura para bolos, sorvetes etc. Não há nada de mirabolante entre os ingredientes, é tudo muito simples. Agora, nem a falta de leite condensado salvará nossas pessoas do brigadeiro.

A verdade é que a falta do leite condensado já não nos impedia de fazer brigadeiro há algum tempo, pois aprendemos AQUI a fazer leite condensado caseiro. No entanto, o brigadeiro sem leite condensado da receita de hoje fica pronto com apenas um passo, sem precisar preparar duas receitas.

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Sopa de batata, calabresa e espinafre (e um frango metido)


O frio tomou de assalto parte do país, infelizmente a parte onde me encontro. O que fazer? Lamentar, resmungar, tremer, ficar deprimido e borocoxô? Tudo isso, mas também tomar sopa! Essa sopa de batata fica cremosinha e lembra de leve um caldo verde, com linguiça calabresa e tudo. Mas, nesta versão, o que garante a cor verde é o espinafre, de leve, o sabor não é o predominante na sopa. O frango já estava cortado e temperado na geladeira e entrou de metido, mas sua presença pode muito bem substituir a calabresa e deixar a sopa um pouco mais leve. Caneca de chocolate quente em punho (AQUI), mostro a você como fazer essa delícia para te aquecer nesse inverno - que ainda nem começou, brrrrrr!

A Cris, do blog From Our Home to Yours, foi a mentora da ideia genial dessa receita: ela aproveita purê de batata para depois fazer essa sopinha cremosa, que no caso dela levou agrião (humm). Inspirado no caldo verde - receita portuguesa, mas que já é queridinho nosso -, a Cris fez uma deliciosa mistura de purê de batata, calabresa e agrião. Com essa ideia em mente, fiz minha versão de sopa quentinha, ótima opção para jantar nos dias mais gelados ou amenos, pois sopa é bom em qualquer estação.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Picadinho de contra-filé


Tem comida com mais "gosto de casa" do que picadinho? Pedacinhos de carne bem macia, cozidos em molho bem temperado, para esparramar em cima do arroz. E o cheiro do picadinho cozinhando? É tão bom quanto o sabor. Esse foi o prato principal do almoço de Dia das Mães, acompanhado de farofa de banana (AQUI), batata gratinada, arroz, feijão e salada verde. Um cardápio bem brasileiro com uma receita de picadinho especial. O tempero é surpreendente. Não segui a receita original ao pé da letra - que, aliás, é de um restaurante conceituado -, mas alguns itens foram suficientes para deixar o picadinho fora do comum. Fez sucesso aqui, garanta os elogios na sua casa também. Ah, e o "trabalho maior" é picar a carne, se você comprar carne cortada para estrogonofe, por exemplo, é molezinha.

A intenção inicial era fazer picadinho de filé mignon, uma opção certeira para um picadinho mais nobre e especial. Diante do dilema de comprar filé mignon a R$ 29,90/kg ou aproveitar uma promoção e levar para casa um lindo contra-filé a R$ 12,90/kg, nem pensei duas vezes após muita reflexão fiz a segunda escolha. Nada o impede de usar carne de segunda e cozinhar previamente na pressão, mas já perde um pouco da praticidade.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Blogagem coletiva: esperança


Depois de falar sobre o encantamento e o desencanto, a terceira fase da Blogagem Coletiva Fases da Vida (BCFV) propõe a esperança como tema. A expectativa de que algo que se fez venha a dar bons frutos, de que algum investimento - nesse caso, não se trata dos financeiros - dê o retorno esperado, de que o tempo cura e as coisas se resolvem, tudo isso são as manifestações da esperança que nos faz passar adiante dos desencantos e seguir em frente. A gente "samba na cara" da desilusão diante da fé de que o amanhã - como será? - será melhor.

Aproveitando que o Dia das Mães aqui no Brasil foi no último domingo (13/05), lembro que nada gera mais expetativas e esperanças do que gerar um filho. Mãe é bicho preocupado antes mesmo da concepção, já que não raro as candidatas a futuras mamães já estão de olho na alimentação e nos hábitos.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Farofa de banana


Acompanhamento brasileiríssimo, a farofa de banana é uma receita muito prática e deliciosa - principalmente para quem curte sabores agridoces - que fica perfeita para guarnecer peixes. Não foi o caso da farofa em questão, porque ela apareceu no almoço do Dia das Mães para acompanhar outro prato principal com o qual também combinou lindamente. Aguarde que o restante do cardápio ainda vai aparecer. Voltando à farofa de banana, com quatro ingredientes e pouquíssimo tempo você prepara essa preferência nacional que, como já dito, fica ótima com peixes, mas também vai ao churrasco, assados, ensopados...

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Polenta grelhada com marinada de azeitonas


Esse é um jeito diferente de servir a polenta. A marinada de azeitonas é bem temperada e combina lindamente com os pedaços de polenta grelhados. O melhor de tudo é que o preparo é muito fácil - mesmo quem não tem muita prática na cozinha pode fazer - e rápido, em alguns minutinhos você terá pronto o acompanhamento de um bife alto e suculento também grelhado (veja dicas AQUI), por exemplo. A etapa de grelhar a polenta pode até ser suprimida, pois ela fica durinha, perfeita para cortar aos pedaços e ser servida assim mesmo. Com toda essa facilidade, a polenta com marinada de azeitonas não é uma boa sugestão para filhos e marido irem para a cozinha no Dia das Mães?

A marinada faz par com a polenta, mas nada o impede de esparramá-la sobre a carne também. A polenta com marinada de azeitonas é uma receita em homenagem à província argentina de San Juan, vizinha a Mendoza e produtora de azeitonas e azeite de oliva. A polenta remente às influências da imigração italiana na região. Junto a Mendoza, San Juan é onde se encontram os maiores produtores de vinho da Argentina. Essa é a deixa: acompanhe esse prato de um belo vinho tinto!

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Cookie mais fácil do mundo


Se não for o mais fácil do mundo, é o mais fácil que eu conheço! E o mais rápido também. Esqueça as etapas para preparar a massa do cookie. Esqueça batedeira, geladeira. Esqueça o ovo - essa parte eu adorei. Toda a tecnologia de que você precisará é um recipiente, uma colher de pau ou pão duro e a força do seu muque. Os ingredientes, se não corriqueiros, são simples. Fixe-se no sabor dos pedacinhos de chocolate, no cheirinho de cookies assando no forno e na sua vontade de comer e preguiça de fazer cookies satisfeita. Nisso você pode demorar.

Verdade seja dita, não são os cookies mais crocantes que já comi nessa vida, mas isso não quer dizer que fiquem molengas. Vamos dizer que o "grau de crocância" alcança níveis bem satisfatórios. Fiquei bem desconfiada quando vi a receita, mas resolvi testar, porque ela parecia resolver meus problemas de cookie do momento. Pelo resultado em sabor e textura, pela facilidade, pela praticidade, declaro: faça, você não vai se arrepender, garanto.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Levar marmita para o trabalho: pode e deve!


Se você tem vergonha de levar marmita para o trabalho, acha que é coisa de operário, atestado de pobreza ou qualquer outra babaquice dessas, beijo para você, não sabe o que está perdendo em manter essas ideias preconcebidas e um tanto preconceituosas. Cuidar em casa do que você vai comer ao longo do dia é uma ótima maneira de garantir uma alimentação balanceada, saudável e higiênica. Acredite, seguir com o dia de trabalho passando mal por causa de algo que se comeu no almoço não é muito bom. É verdade que muitos não têm a opção de levar marmita, diante da falta de estrutura no local de trabalho - alô, empregadores! Mas, se o seu emprego dispõe de pelo menos geladeira e micro-ondas, não perca a oportunidade de ter todos os dias a comidinha do/a cozinheiro/a mais dedicado/a e cuidadoso/a do mundo: você.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Chocolate quente especial


O frio vem chegando de mansinho, deixando nossos pés gelados e o estômago pedindo algo quentinho. Se você já está ligado nos prenúncios de inverno e quer algo bem gostoso para aplacar seu frio interno, de uma forma rápida e prática, esse chocolate quente especial vai te fazer amar o tempo mais ameno (rá, amor não, mas uma leve simpatia talvez). O que tem de especial nesse chocolate quente? Sabor intenso de chocolate, leve cremosidade e uns toques que fazem a diferença. Tudo isso em apenas um passo: na panela ao fogão. Não sei o motivo, bateu um repentino frio interno agora.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Cachorro-quente de forno


Pode chamar de cachorro-quente de forno, hot dog de travessa, dogão enformado...o importante é que ele vai te salvar na hora de preparar um lanche rápido e gostoso. A massa - que faz as vezes de pão - leva ingredientes que você tem em casa e usa apenas a força do seu muque para ficar pronta. Além das tradicionais salsichinhas, que usei de frango, pois era o que tinha, o recheio recebe temperinhos para ficar bem saboroso. Na hora de servir, o catchup e a mostarda não podem faltar em cachorro-quente que se preze.

Deixo claro que essa é a minha versão de cachorro-quente de forno. A massa da receita tradicional é diferente, mais líquida. Assim, o resultado da receita que mostro abaixo é uma massa mais fofa e menos úmida. O recheio fica bem delimitado, não se perde no meio da massa.

Gerar PDF da postagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...