verificador pinterest Casa, Coisas e Sabores: Dezembro 2011

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Suflê de banana com licor de chocolate


Suflê é coisa difícil de se preparar? Tem muitas etapas complicadas e quase nunca dá certo? Essa receita de suflê de banana com licor de chocolate fará você rever seus conceitos. Com uma rápida olhada na lista dos ingredientes, já dá para perceber que não leva muita coisa e nada que seja muito mirabolante. Olhando mais abaixo, no modo de preparo, nada de "passo 1", "passo 2", "passo 3". De consistência firme e aerada, o suflê que já tem o sabor sempre perfeito da banana ganhou um toque que faz a diferença: o licor de chocolate da Licores Aurich. O que já era especial ficou melhor ainda.

Ganhei da Aurich uma garrafa do licor de chocolate com amêndoas. E pode ter certeza que, se estou falando do licor aqui, é porque realmente gostei, pois deixei bem claro que não havia compromisso nenhum. Já indiquei no blog várias marcas de coisas que uso e gosto, sem receber produto ou qualquer outra coisa por isso. Com a Aurich não seria diferente, falaria do licor com o maior prazer se gostasse do produto. Como fã de bebidas do tipo e depois de provar essa delicinha, não deu outra: aprovado!

Além de amêndoas, a Aurich tem licores de chocolate com sabores como morango, banana, cassis...e também um licor de chocolate branco. Informação derradeira: a Licores Aurich é uma empresa de Gramado (RS). Gente que entende de chocolate, fato! Pude comprovar isso quando, depois de deixar a garrafa parada, formou uma "nata" de chocolate duro em cima. A Aurich me explicou que o chocolate pode se separar do álcool nessas condições e me recomendou que furasse a capinha e misturasse de novo. Preciso "usar" mais o produto para não deixar a garrafa parada (ó, que cruel!). Uma delícia como aperitivo e ótimo para incrementar sobremesas diversas. Conheça AQUI os produtos, vale a pena.

Suflê de banana com licor de chocolate
(Rende 2 porções)

2 bananas pequenas picadinhas
2 colheres de sopa de açúcar
Suco de 1/2 limão
2 colheres de sopa de licor de chocolate com amêndoas
2 claras batidas em neve "macia"
1 pitada de sal
Margarina e açúcar para untar e polvilhar a travessa

Obs.: o recipiente usado para ir ao forno tem 14 cm de diâmetro e 5,5 cm de altura.

Em uma panela, leve ao fogo uma colher de açúcar e deixe "caramelizar" um pouco. Acrescente as bananas, o restante do açúcar e suco de limão, deixe a banana amolecer até ficar dourada e formar um doce pedaçudo. Retire o doce de banana do fogo e deixe esfriar um pouco (coloquei bem espalhado em um prato, para acelerar o processo). Já mais frio, junte o licor de chocolate e misture bem. Reserve. Jogue a pitada de sal nas claras e bata em neve, mas sem deixar ficar duro demais. Agregue delicadamente as claras em neve ao doce de banana, fazendo movimentos de "levantar" a mistura. Coloque em recipiente untado e polvilhado com açúcar e leve a forno (pré-aquecido) a 180º C por 30 a 40 minutos.

Dicas para um suflê perfeito

O livro Receitas para todo dia e para os outros também, da Wilma Kövesi (DBA, 2001) traz umas dicas ótimas sobre o preparo de suflês. Tem muitas informações que eu desconhecia e, seguindo as recomendações, você consegue um suflê perfeitinho. Algumas coisas que observei para fazer essa receita:

a) a travessa em que o suflê vai ao forno deve ser alta, a Wilma sugere manter as proporções de 13,5 cm de diâmetro e 7 cm de altura, minha travessa era pouca coisa mais baixa;
b) a clara em neve não deve ficar mole, mas também não muito dura - aquele ponto que se parte em blocos, sabe? -, o ponto dela é firme, porém macio, a pitada de sal ou de cremor tártaro ajuda a formar bolhas menores, o que deixará o suflê mais firme;
c) a travessa deve ser untada e enfarinhada ou polvilhada com açúcar - no caso de suflês doces -, isso dá sustentação ao crescimento do suflê;
d) na hora de colocar o suflê na travessa, jogue às colheradas, mas não nivele, deixe que se acomode sozinho e que fique mais altinho no centro;
e) uma vez no forno, não mude a temperatura.

Mais um ano vai terminando...quero dizer muito obrigada a você que me acompanhou em 2011! No ano que vem, o blog completa seu segundo aniversário e é incrível como nesse pouco tempo conheci tantas pessoas legais (mesmo que virtualmente), aprendi, compartilhei, ri muito e - acreditem - até chorei, tudo por causa do Casa, Coisas e Sabores. É com o maior prazer que coloco minhas peripécias na cozinha e em casa aqui e é maravilhoso receber tanto carinho de volta em comentários, tweets e retweets, "curti"...sim, porque em 2011 o blog entrou nas redes sociais com tudo! Que o blog seja cada vez menos meu e muito mais NOSSO! Um beijo no coração de cada um e feliz 2012 :-)

Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem
-----------------------------------------------

O livro da Wilma Kövesi - que tem uma escola de gastronomia - é ESSE. Várias dicas para fazer um trivial bem feitinho e algumas receitas mais elaboradas, ótimo tanto para quem está começando quanto para quem quer cozinhar com mais "propriedade".

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Pão doce recheado com damasco


Com a massa básica para salgados adaptada para receitas doces (utilizada na torta de pera) e um pouco de geleia de damasco caseira, você consegue fazer um pão doce recheado com damasco quase em um passe de mágica. A massa é muito prática de se fazer e leva ingredientes bem simples, e a geleia de damasco pode ser comprada pronta ou mesmo substituída por qualquer outra geleia que se queira, doce de leite, goiabada, marmelada...as opções são várias e a ideia é a mesma: ter algo gostoso para lanchar enquanto a gente espera o ano que vem por aí.

Nesta semana entre Natal e Ano Novo - que já é uma época naturalmente preguiçosa -, devo preparar postagens bem rápidas, e confesso que não sei se vou conseguir manter o ritmo usual. Além de alguns assuntos para resolver ao longo da semana (quem tem presentes de Natal para trocar levanta a mão \o/), estou com visita em casa. Uma visita pequena, de 12 anos. Não estranhe posts mais curtos e um pequeno sumiço nessa miniférias :-)

Pão doce recheado com damasco
(Rende um pão pequeno)

Massa
1/2 receita DESSA massa básica de joelho
(Alteração para massa doce: em vez de 1/2 colher de sopa de açúcar, coloque 3 colheres)

Recheio
1 xícara cheia de damasco seco
2 colheres de sopa de açúcar
Suco de 1/2 limão

Açúcar de confeiteiro (opcional)

Massa: faça a massa conforme a receita, com a alteração indicada na quantidade de açúcar.
Recheio: pique os damascos em cubos pequenos e leve ao fogo baixo com o açúcar, o suco de limão e água suficiente para cobrir. Deixe o doce apurar e cozinhar bem. Vá acrescentando mais água à medida que for reduzindo, para o doce não queimar. Para uma geleia pedaçuda (como a que fiz), quando o damasco já estiver bem molinho, amasse os pedaços na panela (fora do fogo) com um pilão ou batedor de carne. Para uma geleia sem pedaços, leve o damasco já amolecido ao processador/liquidificador e volte para a panela. O tempo total de cozimento ficou em uns 30 min, até os pedaços ficarem bem macios.
Montagem: com um rolo, abra a massa em uma superfície enfarinhada, espalhe o recheio de damasco evitando chegar muito próximo às bordas e formando uma camada não muito espessa. Enrole a massa com cuidado, como um rocambole. Acomode o pão enrolado em uma travessa, pincele com gema batida e leve a forno médio por 20 a 30 min, até dourar. Depois de assado, polvilhe com açúcar de confeiteiro.

Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem

--------------------------------------------------

A massa dessa receita é a mesma da torta de pera, que você confere AQUI.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

O (feliz) Natal do Casa, Coisas e Sabores


Nessa véspera de véspera de Natal, quero desejar que sua noite feliz seja linda, celebrada com muita alegria em meio à família e a pessoas queridas. Que a gente celebre o nascimento do menino Jesus no coração de cada um de nós, e que com Ele nasçam sentimentos de amor, compaixão, perdão e a esperança de um mundo melhor no ano que está quase começando. É época de refletir: o que podemos fazer para melhorar o mundo? Nosso país? Nossa cidade? Nossa rua? Nossa família? Nós mesmos? Uma duna gigante começa com um pequeno grão de areia :-)

É tempo de alegria, é tempo de comemoração! Prepare a ceia, enfeite a casa, enfeite a alma de bons sentimentos! Para celebrar o Natal com a festa que merece, confira as sugestões que já passaram aqui pelo blog e que vão te ajudar a ter uma noite feliz. Vou ficar devendo receitas típicas de Natal, pois a cozinheira oficial da data é minha mãe, mas reúno algumas sugestões de petiscos, acompanhamentos e sobremesas. A família reunida, a alegria e a animação são por sua conta, ok? Feliz Natal :-)



Decoração de Natal (AQUI)

Embalagens de presentes:
Roupa no pote (AQUI)
Marque a data na embalagem (AQUI)
Embalagem simples e fácil (AQUI)

Torta de palmito
Biscoitos amanteigados para beliscar e presentear (AQUI)
Grissinis - palitos salgados - para beliscar e presentear (AQUI)
Homus (AQUI) e Baba ganoush (AQUI) para beliscar com torradas
Torta de palmito (AQUI)
Arroz com lentilha (AQUI)
Tortilla espanhola assada (AQUI)

Taça floresta negra
Sobremesas:
Doce crocante (crumble) de manga (AQUI)
Taça floresta negra (AQUI)
Tiramissu econômico (AQUI)
Brownie perfeito (AQUI)
Cheesecake (AQUI)
Sobremesas rápidas (taça de frutas, pavê e torta de maçã) (AQUI)

Deixou para comprar presentinhos hoje? Confira essas sugestões de presentes criativos (AQUI) e econômicos (AQUI)

Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem

----------------------------------------------

Feliz Natal!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Grissini de ervas para um amigo oculto


Neste final de ano participei de um amigo oculto - ou secreto, como chama quase todo o país - muito legal entre blogueiros de culinária. Pessoas de todos os cantos do país, unidos na paixão pela cozinha, fizeram uma troca de presentes virtual, em meio às preocupações com os Correios e curiosidade para saber quem tinha tirado quem.

Quem me tirou na brincadeira foi a Tania, do doce Avental e Aventuras (conheça AQUI, que vale a pena). E adivinha o item principal do kit fofíssimo que ganhei? Um avental, claro, todo chiquetoso, com golinha e tudo, lindo! Ainda veio com um pano de copa coordenado. É para arrasar na cozinha ou não é? Além disso, ganhei um caderninho de anotações com lápis, uma tábua de vidro de passarinhos (ohwnn!) e biscoitinhos de dois tipos simplesmente deliciosos. A receita dos cookies de chocolate com nozes que a Tani me mandou estão AQUI. Coisa linda, provado e aprovado.

Olha o capricho dos mimos da Tania!
Já o amigo que eu tirei foi o Claudio, do Cia da Gula (conheça AQUI), só vou dizer que as receitas mais recentes são baião-de-dois e bobó de camarão. Vale ou não vale? Presente para homem já é mais complexo, mas como o Claudio contou que adora uma cervejinha e um churrasco - além de cozinhar, claro! -, fiz para presenteá-lo um kit com avental, uma cerveja baby importada, espetinhos para petisco e uma mistura para fazer grissini de ervas.

Só tirei foto do presente já embalado. Bom, bem protegido ficou, rs.
Como a receita do grissini é do infalível site Panelinha, mandei sem medo de errar. Só depois testei a receita e não tive surpresa nenhuma: dá muito certo e fica uma delícia, ótimo para beliscar com uma cervejinha ou petiscar com amigos. No mix do Claudio, coloquei orégano, manjericão e pimenta calabresa à parte. Na receita aqui de casa, me esqueci de colocar tudo isso na massa e apenas polvilhei manjericão na hora de abrir com o rolo. Ok, ficou bom igual!

Grissini de ervas
(Rende cerca de 12 palitos)

1 e 1/4 de xícara de farinha de trigo (aproximadamente)
2 colheres de sopa bem cheias de manteiga
1/4 de xícara de chá de leite
1 pitada generosa de sal
1/2 colher de sopa de fermento químico (para bolos)
Manjericão a gosto
1 gema para pincelar

Em um recipiente, misture a farinha, a manteiga, o leite, o sal e o fermento, e vá misturando com as mãos. Leve a massa a uma superfície enfarinhada e vá sovando, acrescentando farinha se necessário, até conseguir uma bola de massa lisa e macia. Enrole a massa em plástico filme e leve à geladeira por 30 min. Passado esse tempo, abra a massa em superfície enfarinhada, com a ajuda de um rolo (também enfarinhado), até formar um retângulo de cerca de 20 cm de comprimento. Recomendo não deixar a massa muito fina, fiz isso e ficou ruim de modelar depois, deixe com espessura de cerca de 0,5 cm. Massa esticada, polvilhe o manjericão, passe o rolo em cima, pincele gema e corte com faquinha ou cortador de pizza tiras com cerca de 0,5 cm de largura. Torça as tiras "em parafuso" e coloque em assadeira untada e enfarinhada. Pincele mais gema por cima e leve a forno (pré-aquecido) a 180º C por 15 a 25 minutos (aqui ficou 25 min), até dourar.

Fiz metade da receita original e usei mais farinha de trigo que o Panelinha recomenda. Não sei se foi por causa da vibe  da farinha, se fui generosa demais na manteiga e/ou no leite. No final das contas, você precisa obter uma massa lisa e que não fique grudenta (mas ainda macia, sem ficar dura), use a quantidade de farinha necessária para conseguir tal cousa.

A ideia era colocar ervas e pimenta calabresa na hora de misturar a massa, mas fui seguindo a receita - que manda polvilhar erva-doce na massa aberta - e acabei esquecendo. Fica para a próxima. Os palitos ficaram um parafuso meio maluco, fugi do prézinho, na aula de massinha de modelar.

Ah! Para presentear com uma mistura para grissini, é só colocar os ingredientes secos da receita em um pote de vidro, decorar a gosto (AQUI tem uma ideia de decoração) e colocar junto por escrito a indicação dos ingredientes que faltam (com a quantidade adequada) e o modo de fazer.

Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem

-----------------------------------------------

A receita original do Panelinha é ESSA.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Blog de cara nova!

Final de ano é época de arrumar a casa, se livrar da bagunça, mudar as coisas de lugar...com o Casa, Coisas e Sabores não foi diferente!

Há algum tempo estava com vontade de mudar a "cara" do blog para conseguir um visual mais limpo e organizado. Assim como na minha cozinha, não resisto a um apetrecho, então as trocentas ferramentas continuam quase todas no blog. Busquei abrir a janela para arejar um pouco o Casa, com formas mais amplas e cores mais contidas e luminosas. Depois de muito mexe-mexe, o blog novo nasceu.

Um detalhe importante: a imagem de fundo do blog é o bordado de uma toalha de mesa que ganhei da minha mãe, um artesanato pelo qual sou apaixonada e que remete a minhas origens nordestinas. Assim, levo mais um pouquinho da minha casa para você :-)

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Pão australiano (tipo o do Outback)


Sabe o pão escuro que a gente come naquele famoso restaurante australiano? É esse mesmo. Essa é a receita do famoso pão australiano tipo o do Outback. Ela foi ligeiramente adaptada para o uso do farelo de trigo, que geralmente se encontra em qualquer supermercado e a preço de R$ 2 a R$ 2,50 (no RJ). De resto, é tudo igual. Com sabor levemente adocicado, textura macia e casca fina, esse pão australiano é uma opção deliciosa e diferente para consumir pão integral.

O pão australiano é um verdadeiro must do Outback. Servido como entrada de cortesia, já é motivo suficiente para muita gente ir ao restaurante. Se você também adora esse pão, essa receita é para você saboreá-lo no conforto do seu lar. O preparo não tem mistério: o pão australiano é feito como qualquer outro pão, com mistura de ingredientes, sova e descanso. Por causa do farelo de trigo, o miolo fica menos "fino" que o original, mas ainda macio, perfumado e tão saboroso quanto.

Pão australiano (tipo o do Outback)
(Rende um pão pequeno)

2/3 de xícara de água morna
1 colher de sopa de margarina
2 colheres de sopa de mel
Aproximadamente 1 e 2/3 de xícara de farinha de trigo (reserve 1/4 de xícara para a sova)
1 xícara de farelo de trigo
1 colher de sopa rasa de chocolate em pó
1 colher de sopa cheia de açúcar mascavo
1 pitada de sal
1 colher de chá de fermento biológico seco

Em um recipiente, misture a farinha de trigo, o farelo de trigo, o chocolate, o açúcar mascavo e o sal. Junte a água morna aos poucos e vá misturando com uma colher e depois com as mãos. Acrescente a margarina, o mel e o fermento, misture bem com a ajuda da colher e das mãos. Leve a massa para uma superfície e sove um pouco. Nesse ponto ela estará um pouco grudenta, vá polvilhando a farinha de trigo reservada na bancada e sobre a massa, e sovando, até ela desgrudar um pouco e ficar lisa e macia, como na foto abaixo:


Faça uma bola com a massa e deixe descansar em recipiente coberto por um pano, por cerca de 1 hora (até dobrar de tamanho). Quando o dia está muito frio, ligo o forno por 5 min, desligo, deixo ficar só morninho e coloco a massa para crescer lá dentro. Passado esse tempo, modele a massa - fiz uma "baguetinha" - e a acomode em uma forma de bolo inglês (ou outra) untada e enfarinhada com o farelo de trigo. Deixe descansar por mais 40 min a 1 hora. Polvilhe farelo de trigo sobre a massa, faça cortes na massa com uma faca bem afiada ou tesoura e leve a forno (pré-aquecido) a 180º C por 30 a 40 min.

Você também pode preparar essa receita na máquina de fazer pão. Dobre a quantidade de ingredientes para fazer uma receita inteira (fiz meia receita). É só colocar os ingredientes dentro na máquina na sequência em que estão na lista, selecionar o ciclo normal e a quantidade de massa I (600 g).

Quer acompanhar o pão com a famosa manteiga do Outback? Misture manteiga amolecida com colheradas de creme de leite e colheradinhas de mel, levando em seguida à geladeira para firmar novamente. As quantidades de cada ingrediente são "de olho", vá acrescentando as colheradas de cada item e provando, até ficar com sabor e consistência a seu gosto.

Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem

-------------------------------------------

A receita original na qual me baseei leva farinha de trigo integral e farinha de centeio. Se quiser segui-la tal qual, veja AQUI. Fiz meia receita e obtive um pão pequeno.

Além de ajudar a assar, os cortes na massa podem deixar seus pães muito mais bonitos! Veja AQUI algumas técnicas de corte.

sábado, 17 de dezembro de 2011

Doce crocante (crumble) de manga


Apesar de ser conhecido pelo nome gringo de crumble, vi em um dos meus livros a receita sendo aportuguesada para doce crocante. Achei simpático. Já que era para trazer o crumble definitivamente para um país tropical, resolvi abrir mão de frutas de clima frio como morangos, amoras e framboesas, e escolher a manga para ser a estrela da produção. Para conseguir um sabor mais exótico, fui em uma pegada thai, mas para conseguir isso você vai precisar de nada mais que ingredientes muito comuns, e nada vai vir da Tailândia, garanto. Sobremesa prática, com base em fruta e de efeito na mesa. A combinação de doce de fruta morninho com uma casquinha crocante tipo biscoito é campeã!

O crumble, carinhosamente apelidado de doce crocante, é uma receita de origem britânica. Basicamente, trata-se de um doce de frutas coberto com uma camada crocante feita de farinha de trigo, açúcar e manteiga, que pode ser incrementada com aveia e castanhas. Essa receita teria surgido diante da necessidade de racionar alimentos durante a guerra: em vez de se fazer uma torta com massa completa, fazia-se o crumble.

Se da necessidade surgem grandes ideias, vão-se as guerras (felizmente!) e ficam o sabor e a praticidade. É uma sobremesa quente, mas, já que estamos trazendo para nosso país tropical, é altamente recomendável acompanhar o doce crocante de uma bola de sorvete de creme.

Doce crocante (crumble) de manga
(Rende duas porções bem servidas)

Farofa
3/4 de xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de açúcar mascavo (ou refinado)
4 colheres de sopa rasas de margarina
1 pitada de sal

Doce de manga
1 e 1/2 xícara de manga cortada em cubos (cerca de 2 mangas médias)
1 colher de sopa de açúcar refinado
1 colher de sopa de leite de coco
3 colheres de café de geleia de gengibre (ou 1 colher de gengibre ralado ou 1 colher de gengibre em pó)

Farofa: misture todos os ingredientes com as mãos, até formar uma farofa grossa e úmida. Reserve.
Doce de manga: misture todos os ingredientes. Reserve.
Montagem: unte uma travessa que vá ao forno com margarina, coloque o doce de manga e espalhe a farofa por cima. Leve a forno (pré-aquecido) a 200º C por aproximadamente 25 minutos, até a cobertura ficar dourada.

A manga dessa receita pode ser substituída por maçã, banana, pera,  morangos...qualquer fruta que se prestaria a recheio de torta cai bem. Sugiro "temperar" o doce de frutas de acordo com combinações clássicas: banana com canela, maçã com gengibre ou mesmo com a canela. De qualquer forma, o doce básico é a fruta misturada com um pouco de açúcar, assim não tem erro!

-----------------------------------------------------

A fonte das informações sobre a origem do crumble foi o Wikipedia (veja AQUI).

O Panelinha tem uma receita de crumble de maçã que leva aveia na farofa (AQUI). Olha que gostoso comer fibras :-)

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Medalhão com molho cremoso de shitake


A receita de hoje tem "sustância", nome chique, mas é facílima de fazer. Com poucos ingredientes e sujando apenas uma frigideira - quem não adora isso? - você elabora um prato com cara de restaurante e que também não detona sua dieta, pois a cremosidade do molho é com base no iogurte natural. Na falta de shitake, dá para usar os cogumelos que tiver à mão, inclusive champignon em conserva. O resultado fica um pouco diferente, mas igualmente delicioso.

Medalhão por si só é coisa chique. Minha habilidade com carnes é próxima de zero, portanto nem passou pela minha cabeça a possibilidade de comprar a carne e montar medalhões, acabei comprando os rolinhos já prontos. Se você, como eu, tem medo de destruir um pedaço de boa carne, vá no corte de medalhão já montado. No caso de não ser lambona como essa que vos escreve, deixo abaixo a dica de um vídeo ensinando a tirar medalhões (e outros cortes) de um peça de filé mignon. A grana tá curta? Quando não der para fazer uma graça dessas, a sugestão é medalhões de carne moída, que você pode montar tal qual (link abaixo).

Medalhão com molho cremoso de shitake

2 medalhões de filé mignon
100 g de shitake
1 colher de sopa de molho shoyo
3 colheres de sopa de iogurte natural
Azeite
Sal e pimenta do reino (usei a branca)

Tempere os medalhões com a pimenta do reino e leve a uma frigideira com um fio de azeite. Sele a carne dos dois lados e salpique sal a gosto. Tampe a frigideira por alguns minutos, para a carne cozinhar um pouco por dentro. Retire a tampa e deixe dourar dos dois lados, e também nas laterais. O ponto da carne é do "malpassado" até "ao ponto", mais que isso ficará ressecada. Reserve. Na mesma frigideira, coloque o shitake fatiado - usei o fresco, mas você pode usar o seco previamente hidratado -, deixe murchar um pouco e junte o molho shoyo. Coloque o iogurte, misture e desligue o fogo. Sirva o molho por cima dos medalhões reservados.

Dicas: use uma pinça ou mesmo uma espátula para virar a carne. Furá-la com garfo vai fazer com que perca "suco"e fique ressecada. Não acrescentei sal ao molho porque o shoyo já é salgado o suficiente para meu gosto.

Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem

-----------------------------------------------------

Selar a carne = Deixar a carne ficar cozida na superfície.

Veja AQUI como hidratar o shitake seco (quase no final da postagem).

O especialista em carnes István Wessel dá vários bizus NESSE vídeo para cortar uma peça de filé mignon, inclusive em medalhões.


Achei genial ESSA receita de medalhões de carne moída, a apresentação fica chique, nem parece carne moída :-)

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Sorteio de Natal - Resultado


Quem será que vai receber o presente de Natal do blog em casa? Chega de mistério: o kit já está de malas prontas e o ganhador já foi escolhido. Antes de revelar o sortudo ou sortuda, gostaria de agradecer demais todas as participações.

Adorei ver carinhas conhecidas participando do sorteio, pessoas que seguem, curtem, deixam comentários, compartilham, enfim, interagem de todas as formas possíveis e têm em comum - na maioria - a paixão pelas panelas. Também adorei ver carinhas novas, talvez nem tão novas assim, pois sei que há muitas pessoas que acompanham o blog mais silenciosamente, mas nem por isso curtem menos o que deixo por aqui. E para quem chegou através do sorteio, espero que tenha gostado, siga, comente, compartilhe. Ou simplesmente venha ler as postagens. A intenção é que tudo por aqui sirva como sugestões, gere novas ideias e seja útil. Meu muito obrigada a todas/os!

Gostaria de fazer uma ressalva. Quem seguisse o blog no Twitter ou curtisse a fan page no Facebook ganharia mais um número para cada, mas pedi que incluísse sua "arroba" do Twitter e/ou seu nome de perfil no Facebook. Alguns não fizeram isso, mas como sei que seguem e/ou curtem (ou me avisaram no próprio Twitter ou Facebook) dei o número extra. No entanto, quem segue/curte, não indicou isso em seu comentário e não recebeu número extra, peço desculpas, porém não vou catar nome por nome no Twitter ou no Facebook para ver se segue ou curte. As regras são claras, Arnaldo!

Chega de conversinha! Tivemos 49 números no total. Eis os participantes:


  1. Lívia (Frango com Pequi)
  2. Lívia (Frango com Pequi) - Twitter
  3. Julliana Cristina Carvalho Pereira Cabral
  4. Gisele Carvalho Lopes
  5. Maria Tereza Maranhão
  6. Maria Tereza Maranhão - Twitter
  7. Maria Tereza Maranhão - Facebook
  8. Marly Oliveira
  9. Maryelle Galbes
  10. Maryelle Galbes - Twitter
  11. Grazzielle Fredericci
  12. Josy
  13. Josy - Facebook
  14. Josy - Divulgação no blog
  15. Katia Matos
  16. Caroline de Souza
  17. Caroline de Souza - Twitter
  18. Caroline de Souza - Facebook
  19. Regina B. Castro
  20. Regina B. Castro - Twitter
  21. Regina B. Castro - Facebook
  22. Vanessa Macias
  23. Monalisa Cavallaro
  24. Monalisa Cavallaro - Twitter
  25. Monalisa Cavallaro - Facebook
  26. Tania Minatel
  27. Tania Minatel - Twitter
  28. Monica Uehara
  29. Monica Uehara - Twitter
  30. Monica Uehara - Facebook
  31. Paula Fernanda da Silva
  32. Paula Fernanda da Silva - Twitter
  33. Paula Fernanda da Silva - Facebook
  34. Milena Santana
  35. Milena Santana - Facebook
  36. Silvana Monteiro
  37. Maria José Sá
  38. Maria José Sá - Twitter
  39. Maria José Sá - Facebook
  40. Pâmela Neder
  41. Carla Barros
  42. Jussara Gehrke 
  43. Jussara Gehrke - Twitter
  44. Jussara Gehrke - Facebook
  45. Silvia Holler
  46. Carol Alves
  47. Carla Maicá
  48. Carla Maicá - Twitter
  49. Carla Maicá - Facebook


E o número sorteado através do Random.org foi o 29.



Parabéns, Monica Uehara! A Monica é autora de um blog delicioso e acompanha o Casa há muito tempo. Além disso, falou que ganharia e ganhou mesmo, uma determinação só :-) Monica, postagem publicada, segue o e-mail para pedir seus dados.



Obrigada mais uma vez a todos que participaram!

--------------------------------------------------

Feliz Natal a todos!

O blog da Monica é o Cozinha da Monica (veja AQUI). Receitinhas ótimas e atenção especial para quem está querendo perder uns quilinhos (quem não está?).

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Biscoitos amanteigados


Essa é a receita de biscoitos mais fácil e infalível que eu já vi na vida. Começo logo dizendo isso porque não sou fã de fazer biscoitos, acho trabalhoso, demorado e tive experiências malsucedidas. Esses biscoitos amanteigados levam poucos ingredientes, são muito simples de fazer e permitem muitas variações, como mostro depois de passar a receita. Biscoitos caseiros também são um ótimo presente, em qualquer ocasião, mas, especialmente, no Natal. Em poucos minutos, sai uma fornada de biscoitos amanteigados quentinhos e cheirosos, só esperando uma boa xícara de chá ou café.

Vi essa receita no blog da Claudia, o Feito à Mão, que resolveu compartilhar a receita dos biscoitos de um colega de trabalho. Preparo simples e rápido, resultado delicioso. As crianças podem e devem participar do preparo, já que o adulto só é imprescindível na hora de colocar no forno.



Nos comentários do blog da Claudia, surgiram muitas dúvidas sobre a Arrozina. Da mesma família da Maizena, a Arrozina é a marca registrada de um produto que, pelo que pesquisei, leva amido de milho e farinha de arroz. Não consegui achar a Arrozina em si, mas utilizei o creme de arroz da Yoki e o resultado foi ótimo, acredito que devam ser a mesma coisa.

Biscotinhos amanteigados
(Rende 16 biscoitos médios)

1/2 caixa de Arrozina ou de creme de arroz (100g)
1 xícara rasa de farinha de trigo (sem fazer montinho)
1/2 xícara de açúcar
4 colheres de sopa cheias de margarina ou manteiga (cerca de 125 g)

Misture todos os ingredientes em um recipiente, amassando com as mãos até formar uma farofa grossa. Modele os biscoitinhos no formato que quiser, apertando bem uma porção de massa com as mãos. Coloque os biscoitos em assadeira untada e enfarinhada, com espaço mínimo entre eles, pois quase não crescem. Leve ao forno (pré-aquecido) em temperatura média-baixa por 10 a 20 min, vai depender do tamanho dos biscoitos. Os meus ficaram 20 minutos. Depois de assados, deixe esfriar um pouco e passe os biscoitos no açúcar (ou no açúcar com canela).

A massa do biscoito não vai para geladeira nem nada. É só misturar os ingredientes, modelar e levar para assar, simples assim. Fiz e sugiro algumas variações:

  • Biscoitinhos de limão: coloque raspas de 1/2 limão na massa. Usei o limão siciliano, mas pode ser o limão que você quiser e inclusive laranja ou tangerina.
  • Biscoitinhos de chocolate: coloque 2 colheres de sopa de chocolate em pó para uma receita completa. Acabei fazendo uma receita e separei metade da massa para fazer de limão e a outra metade - na qual acrescentei o chocolate - para fazer de chocolate. Fica a dica :-)
  • Biscoitinhos de nozes (ou da castanha que quiser): acrescente 1 colher de sopa de nozes picadinhas à massa. Fica como sugestão, pois ainda não fiz. Moderação nas castanhas, pois elas têm gordura e podem alterar a consistência da massa.
  • Biscoitinhos com goiabada: essa sugestão é a da receita original que a Claudia mostrou. Antes de levar ao forno, faça uma cavidade com o dedo no meio de cada biscoito e coloque um pedacinho de goiabada. Eu colocaria um pedacinho de chocolate em barra, fácil.
  • Biscoitos com moldes: testei de usar formas de acetato para chocolate na hora de modelar os biscoitos e deu certo. É só pegar um punhado de massa, apertar bem na cavidade do molde e deixar na geladeira uns 15 minutos antes de desenformar. Como meus moldes (de rosas e pimentas) tinham muitos detalhes finos, tive que ter um megacuidado para desenformar, e ainda assim alguns quebraram. Deu um trabalho danado, não faço mais. Mas ficou muito gracinha. Acredito que com uma forma comum de bombons seja mais fácil conseguir biscoitos bem modeladinhos sem tanto trabalho para desenformar. A Claudia usou cortadores de biscoito para modelar, ficou fofo, acredito que é só fazer um "lençol" grosso com a massa em uma superfície plana, apertando bem, e mandar ver com os cortadores. 
Você pode fazer biscoitinhos variados - é só separar porções de massa e ir acrescentando os ingredientes extras -, colocar em saquinhos ou potes de vidros enfeitados para presentear nesse Natal. Usei um pote de geleia reciclado, enfeitei a tampa com um papel para embalar bombons (celofane + papel chumbo) e arrematei com as folhas que ensinei a fazer na postagem da decoração de Natal (AQUI). Não é um presentinho singelo e fofo?



Tanto o creme de arroz, quanto a Arrozina e a Maizena são produtos sem glúten (verifique sempre na embalagem antes de comprar), substituindo a farinha de trigo por farinha de banana ou fubá, os biscoitos podem ser consumidos por celíacos. Não testei, mas acredito que dá certo, pois a consistência da massa se manterá. A margarina é também um produto sem glúten (verifique a embalagem).

Atualizado em 22/10/12: quer arrasar na decoração da sua festinha? Olha ESSES falsos macarons feitos a partir dos biscoitinhos amanteigados.

Já participou do sorteio de Natal do blog? Você pode ganhar um conjunto superfofo para levar um pouco do Natal para sua cozinha. É mole, mole participar, veja AQUI. Corre que é só até domingo!

Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem

----------------------------------------------------------

A receita original do blog Feito à Mão é ESTA.

Veja AQUI um guia bem legal sobre produtos industrializados sem glúten.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Decoração de Natal


A intenção dessa postagem sobre decoração de Natal é apresentar algumas ideias para você deixar a casa pronta para as festas de final de ano de um jeito simples e criativo. Mais do que recomendar que você siga os passos dos itens de decoração de Natal, deixo uma ideia maior: use materiais simples e baratos, de preferência algo que você já tenha em casa ou que iria para o lixo, para criar enfeites com a cara do seu lar. Esse é o lema do Casa, Coisas e Sabores!

1. Guirlanda de flores artificiais

Materiais: alicate de corte, pistola de cola quente, fita adesiva, ramos de flores artificiais, pinhões e bolas de Natal (ou os enfeites que desejar), massa epóxi.



Desde o ano passado eu estava com a ideia fixa na cabeça de fazer uma guirlanda de Natal diferente com flores artificiais, para conseguir um aspecto menos "comprei a guirlanda na loja". Utilizei a tampa de uma lata de panetone do ano passado (cuja lata em si é agora um porta-revistas), que já estava encapada com guardanapo decorado. Tampas de lata de biscoito também servem bem, e você pode usar o papel ou tecido que queira para encapá-la, utilizando cola branca simples.

Com alicante de corte, separei macinhos de flores e suas folhas (a altura dos raminhos deve ser a mais curta possível, para, ao encostar a guirlanda na parede, as flores não ficarem muito projetadas para fora), alguns pinhões e bolas de Natal e fui fazendo o arranjo, primeiro grudando com fita adesiva - para poder mudar à vontade até que me decidisse por um arranjo - e depois grudando tudo em definitivo com cola quente. Coloquei os raminhos de flores nas laterais da tampa, alternando com folhas, o mais juntinho possível, e pus os pinhões e bolas de Natal na frente.

Com a guirlanda pronta, fiz um ganchinho com arame que restou das hastes do próprio ramo de flores e grudei atrás com um pouco de massa epóxi. Um bocado de cola quente deve resolver essa parte também, mas abaixo conto meu "drama". Você pode acrescentar um belo laço também. Fica a ideia: uma guirlanda de flores naturais para o dia da ceia de Natal, para colocar na parede ou "deitada" na mesa.

2. Folhas de papel reciclado

Material: papel colorido (utilizei embalagens de cosméticos), caneta preta, furador, tesoura, linha de meada.



Usei embalagens de cosméticos (sempre guardo os que têm cores ou padronagens bonitas), pois são firmes o suficiente e, com isso, reaproveito e evito gastos extras. Você pode usar o papel que quiser, mas é legal que ele seja um pouco mais rígido. Não tem mistério: recorte folhas no papel à mão livre, desenhe as nervuras com a caneta preta e faça um furo com furador ou à mão mesmo. As folhas podem ser penduradas na árvore de Natal, enfeitar galhos secos para uma árvore clean, virar um cordão para colocar na parede ou serem usadas para enfeitas presentes de Natal, como tags. Com a mesma ideia, também podem ser feitas bolinhas e outras formas que lembrem o Natal, como sinos e árvorezinhas de Natal.

3. Árvore de Natal personalizada


Deixe a árvore de Natal personalizada com enfeites que sejam sua cara, lembrem o ano que está terminando ou tragam alguma boa recordação. Afinal, é isso que vai diferenciar sua árvore de Natal daquela que está montada no shopping, certo? Enfeites feitos à mão ajudam a dar um aspecto homemade a sua árvore. Esse chaveirinho foi feito por artesãs de um projeto em Paquetá (RJ). Peça a suas crianças para fazerem desenhos natalinos e pendure-os nas árvores, pois Natal é mesmo das crianças.

4. Bolas de Natal diferentes

Bola de tachinhas - Material: tachinhas coloridas, bola (ou pedaço) de isopor.

Usei um pedaço de isopor e o arredondei de leve com a ajuda de um estilete. Simplesmente vá grudando as tachinhas ao redor da bola de isopor, usando a técnica de topiaria. Sobreponha levemente as tachinhas, para esconder o fundo de isopor. Quando estiver quase terminando, enfie uma das tachinhas com cola e um fitilho para pendurar.

Bola de forminhas de isopor - Material: forminhas de isopor pequenas (das menores), alfinetes, cola, bola (ou pedaço) de isopor.


Faça do mesmo jeito da topiaria de forminhas de papel (AQUI). Dessa vez, fui passando cola no isopor e fixando as forminhas com alfinetes, e usei uma forminha por vez. O segredo é não deixar nenhum espaço vazio, deixando as forminhas bem juntas. Cuidado com os dedos na hora de colocar os alfinetes, direcione os mesmos sempre para o centro da bola de isopor.

5. Enfeite de mesa

Material: vaso, bolas de Natal, flores artificiais.



Faça ou compre bolas de Natal grandes e bonitas, coloque-as em um vaso que já tiver (ou prato) e intercale flores artificiais. E só!

Já participou do sorteio de Natal do blog? Você pode ganhar um conjunto superfofo para levar um pouco do Natal para sua cozinha. É mole, mole participar, veja AQUI. Corre que é só essa semana!

Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem

---------------------------------------------------

Se você não se sentir seguro/a para cortar as folhas à mão livre, AQUI tem um molde para imprimir. Vá por mim e dispense os cabinhos.

A Casa de Artes de Paquetá (veja AQUI) tem projetos de artesanato e música para a comunidade local, a visita vale muito a pena. Aliás, a visita à ilha vale muito a pena.

A pistola de cola quente que tenho (tinha) quebrou justo quando eu estava finalizando a guirlanda, faltando colocar o laço e o gancho. É uma boa hora para as coisas quebrarem, né, Sr. Murphy?

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Sorteio de Natal - Encerrado


Para comemorar com você, leitor do blog, mais um ano que está se passando, nada melhor do que fazer um sorteio, que é coisa boa e todo mundo gosta! Os itens do kit de Natal que será sorteado foram escolhidos a dedo. Minha intenção é levar um pouquinho do Natal ao estilo Casa, Coisas e Sabores para sua cozinha, deixá-la mais bonita, mais gostosa e mais divertida. É minha forma de agradecer a você que esteve por aqui em 2011 e de pedir para que a gente continue junto, entrando com o pé direito em 2012 :-)

Casa: kit com luva, descanso de panela e pano de copa - Com esse conjunto, travessas quentes para lá e para cá não serão problema para você nesse Natal. Deixe os itens bem à vista para dar um toque de Natal a sua cozinha.


Coisas: espetinhos para petiscos rosa neon - Tenho um desses de outra cor, tornam qualquer bandeja de beliscos muito mais colorida e divertida.


Sabores: livro 200 Receitas Fabulosas para o Natal - Receitas de pratos típicos, bolos e biscoitos natalinos, além de um capítulo sobre presentes artesanais e receitas para sobras de peru. Não resisti e acabei pegando um exemplar para mim também.


Para participar do sorteio e correr o sério risco de ganhar todos esses presentes, é mole, mole. Deixe um comentário aqui embaixo com nome e e-mail. Só isso. Quer aumentar suas chances de ganhar? Se você seguir o Casa, Coisas e Sabores no Twitter, ganha mais um número para participar. Se curtir a fan page do blog no Facebook, recebe mais outro número. Nesses casos, acrescente ao seu comentário sua "arroba" no Twitter (ex., @Casa_Sabores) e/ou seu nome de perfil no Facebook.

Siga o Casa no Twitter: http://twitter.com/Casa_Sabores


Atenção:
  • É preciso ter um endereço válido no Brasil para participar. 
  • Cada comentário receberá um número, na ordem de postagem. Seguiu no Twitter e/ou curtiu no Facebook, mais até 2 números na sequência. Cada pessoa pode deixar apenas um comentário. No caso de comentários duplicados, apenas o primeiro será considerado válido. 
  • Serão considerados comentários postados até as 24h do dia 11/12 (domingo). Comentários após esse horário serão invalidados. 
  • O sorteio será feito através do Random.org em 12/12 (segunda-feira) e o resultado será divulgado aqui no blog, no Twitter e no Facebook. O ganhador terá 24h para responder um e-mail com seus dados para envio, caso contrário, haverá um novo sorteio.
Participe, divulgue e torça!


Atualização: a pedidos, rs, quem divulgar o sorteio do Casa, Coisas e Sabores no seu blog ganha número extra. É só colocar o link para sua postagem no comentário :-) 

-------------------------------------------------------

Nos próximos dias, vou colocar aqui algumas dicas de decoração e receitas para o Natal. Faltam menos de três semanas!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Molho vinagrete com laranja


Final de semana chegando. Se para você o churrasco do domingo é praticamente lei, os acompanhamentos típicos não podem faltar e são (quase) tão importantes quanto a carne. O molho vinagrete com laranja é uma variação deliciosa para servir junto com a carne na brasa. A alteração na receita original é muito de leve, mas, acredite, a laranja faz toda a diferença. Não curte sabores agridoces? O vinagrete com laranja também é para você, pois a receita não deixa de ser salgada, mas ganha um toque, um perfume, um sabor que combina lindamente com os outros ingredientes. Chega logo, domingo.

A inspiração para o molho vinagrete com laranja veio de uma receita de batatinhas elaborada para uma festa "revival" montada pela revista Casa e Jardim. Na receita, o vinagrete leva tangerinas, então pensei que conseguiria o mesmo efeito com laranjas. Aposta certeira: com um molho vinagrete que leva pouquíssimos ingredientes, farofa de farinha de copioba, arroz e linguiças de frango assadas do forno com dentes de alho inteiros fiz meu churrasco de apartamento no meio da semana. Vai aguentar esperar até domingo? Eu não, sou fraca, principalmente em se tratando de comida.

Molho vinagrete com laranja
(Rende 4 porções)

2 tomates grandes cortados em cubos
1/2 cebola grande cortada em cubos
2 laranjas*
1 colher de sopa de aceto balsâmico
1/4 de xícara de azeite
Sal a gosto
Coentro (ou salsinha) picado a gosto

*Retire o suco de uma das laranjas. Da outra laranja você precisará dos gomos cortados: descasque, retire a parte branca e o miolo dos gomos, para eliminar os caroços, e corte os gomos em pedaços.
Em uma travessa, junte os tomates, a cebola e os gomos de laranja picados. Acrescente o suco de laranja, o aceto balsâmico, o azeite e o coentro. Coloque sal a gosto. O ideal é fazer umas horas antes de servir e deixar na geladeira para apurar o sabor e ficar bem frio.

Para o toque de laranja ficar ainda mais suave, você pode colocar só o suco de laranja e dispensar os gomos picados. No lugar do aceto balsâmico, pode ser usado vinagre comum, mas o primeiro dá um sabor especial. Se gostar, pode acrescentar pimenta calabresa seca para um molho hot.

Para animar as coisas neste final de ano e em agradecimento a você que esteve no Casa, Coisas e Sabores em 2011, acompanhando o blog, reproduzindo as receitas, comentando, curtindo, "twitando", vou anunciar na segunda-feira um sorteio bem legal. Aguarde e confie.

Se você gostou dessa postagem e achou o conteúdo relevante - portanto, que pode ser aproveitado por outras pessoas que estejam procurando sobre esse assunto -, mostre sua recomendação clicando no botão igual a este   localizado no final da postagem

-------------------------------------------------------------------

Confira AQUI a festa revival da Casa e Jardim, com a a receita das batatinhas com vinagrete de tangerina e outras releituras de pratos clássicos das festinhas de antigamente.

Gerar PDF da postagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...