verificador pinterest Casa, Coisas e Sabores: Outubro 2010

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Batata rostie do Beluga

Para acompanhar o Frango do Beluga do post anterior, nada melhor do que a tradicional batata rostie do Beluga!

Minha amiga e leitora do blog Valeria Henriques tem uma receita que, garante ela, fica igualzinha à batata rostie do Beluga.

Com uma frigideira dupla, o trabalho de cozinhar os dois lados da batata fica muito mais fácil, mas não deixe de fazer se você não tiver o utensílio. Com duas frigideiras, um pouco de paciência e um monte de cuidado, também dá para fazer.

Reproduzo abaixo a receita da Val:

"Peguei 4 batatas grandes, descasquei e coloquei-as numa panela, cobrindo-as com água. Assim que abriu fervura, marquei 7 minutos e desliguei o fogo. Retirei-as com uma escumadeira, esperei esfriar, levei-as para a geladeira por algumas horas até certificar-me que elas estavam bem frias.

Então passei-as por ralo grosso. Juntei também uma vasilha com água salgada, untei uma frigideira (pequena a média), e fui molhando as mãos na água salgada que, além de facilitar o manuseio da batata, salga ao mesmo tempo. Fui colocando batata o suficiente para cobrir o fundo da frigideira. Deixei as bordas livres. Então coloquei fatias de mussarela e presunto, intercalando, e a última camada de batata, sempre molhando as mãos na água salgada e prensando a batata.


Peguei outra frigideira também untada, tampei e levei ao fogo médio. Dourando um pouco de um lado, virando e dourando do outro. Depois comprei uma frigideira dupla já com encaixe, elaborada pra se fazer omeletes, agora só faço com ela. Nesse meio tempo, abri e coloquei um fiozinho de azeite, para, além de ajudar a dourar, dar um saborzinho a mais. Aí foi só dourar bem e servir. Olha, não perde pro Beluga."

Pela cara, não perde mesmo, Val! (Hora de soltar meu bordão: isso tá com uma cara boa...)

------------------------------------------------

E aí, já reproduziu em casa alguma receita de um restaurante que você foi? Conta o segredo para a gente! Envie sua receita para casacoisasesabores@gmail.com.

sábado, 16 de outubro de 2010

Frango do Beluga

Você quer almoçar algo leve, saudável, para não "estufar" a barriga e poder entrar naquele vestido para a festa logo mais à noite? Essa receita definitivamente não é para você.

A ideia era reproduzir um frango que eu e marido comemos no Beluga, mas, na época, os ingredientes não vinham especificados no cardápio e o restaurante não tinha site. Só restava então tentar deduzir, pelo sabor, quais seriam os elementos daquela alquimia.

Depois de algumas idas ao restaurante, para poder estudar o prato (mentira, era para comer mesmo), fiz minha adaptação da receita para poder reproduzir em casa algo que ficasse parecido.

Tudo é ridiculamente simples. E fica estupidamente gostoso. Fora que "dá pinta" de receita elaborada, quando se quer fazer uma graça na cozinha, mas não se dispõe de tempo ou de ingredientes pouco comuns.

Sabe aqueles filés de peito de frango que jazem no congelador? Tempere - meu tempero é básico: sal, pimenta do reino e molho inglês, use seu tempero básico também -, frite na frigideira ou coloque no grill, até ficar bem douradinho, e reserve.

Frite uns cubinhos de bacon - falei que não era light - e depois escorra em papel toalha, para ficar sequinho. Reserve.

Faça um molho com maionese, mostarda amarela e alho amassado/picado. Reserve.

Em uma travessa, coloque os filés de frango no fundo, deite o molho sobre eles e salpique o bacon com cima.

Arremate com fatias de muçarela (é com ç mesmo, estranho) e leve ao forno em temperatura média, apenas pelo tempo de gratinar (derreter o queijo e dar aquela leve queimadinha, para ficar aqueles nacos de queijo crocante, nham).


Para acompanhar, arroz branco e batata palha. Sirva-se à vontade, jogue fora o jeans 38 e seja feliz.

--------------------------------------

As quantidades dependem do número de filés, que depende do número de pessoas e da fome. Para os que ficam perdidos sem as quantidades, com 6 filés, usei 1/3 de xícara de bacon frito, 5 colheres de sopa de maionese, 2 colheres de sopa de mostarda e 4 dentes de alho. Comprei 200g de muçarela e deu para cobrir com folga, fazendo camada dupla. Em verdade, vos digo: fica tudo à gosto. Mais bacon para os magros/ousados, mais mostarda para acentuar esse sabor, mais ou menos alho para deixar mais ou menos picante.

Atualmente, o site do Beluga traz o cardápio e consta como ingrediente da receita, além dos mencionados acima, champignon. O molho original é o honey mustard, mas acho que isso foi mudança posterior, pois não lembro de ter sabor agridoce, enfim. Deve ficar bem bom.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Embalagem: simples, barata e fácil

Muitas vezes gastamos muito tempo e sola de sapato para comprar aquele presente. Depois de muito pensar no que poderia ser o regalo ideal para aquela pessoa querida, saímos do shopping praticamente dando a volta olímpica, com a medalha de ouro no peito, por ter tido aquela sacada, ter comprado aquele presente que o presenteado com certeza vai adorar. Às vezes é a sensação de apostar suas últimas fichas no número oito, torcendo muito para ter acertado e não voltar para casa de mãos vazias.

Presente acertado na mosca ou escolhido sem tanta certeza, vamos aos fatos: quantas vezes você se preocupou com a embalagem do presente, tanto quanto com o que vem dentro?

Sou daquelas que adora ganhar presente, e sou daquelas que passa meia hora admirando uma embalagem bem feita e criativa antes de lembrar que o "recheio" é o melhor e ainda está me esperando.

A grande verdade é que uma embalagem bonita valoriza mesmo os presentes mais simples (lembra daquele brigadeiro do dia dos namorados?), e uma embalagem mal cuidada tem o poder de arrasar qualquer anel brilhante.

Os presentes caros geralmente vêm com embalagem à altura. Mas nada se compara a uma embalagem que foi feita para você, pois isso mostra também o carinho em presentear.

Uma ideia prática e barata é recortar alguns motivos do próprio papel de presente usado na embalagem e usá-los para decorar a embalagem. Fica legal destacar a figura com um pedaço de EVA ou papelão, o que usei, para dar a sensação de relevo. Como o papel de presente é molinho, usei o que tinha à mão (encarte da loja onde comprei os presentes) para reforçar a figura recortada e deixá-la mais firme.




Dobraduras diferentes ou mesmo origami, para quem sabe a técnica, também são ótimas opções para valorizar a embalagem sem gastar nenhum centavo a mais.


Para embalagens mais caprichadas, a maioria das papelarias tem fitas, tags, caixas, clipes e uma infinidade de coisas para deixar o presente com a cara do presenteado.

--------------------------------------


segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Para um céu cinzento, cupcakes!

Depois de rodar feito peru, pois não lembrava em que andar era, consegui encontrar o novo quiosque da Vintage Cupcakes no Botafogo Praia Shopping (RJ).

Primeira reação ao me deparar com o quiosque: owhnnnn...muito cute os cupcakes todos enfileirados na vitrine, parecem até de plástico, de tão lindos.

E os cupcakes minis? Owhnnnn duplo.

Comprando dois e querendo levar para viagem (ou seja, mesmo sendo glutona como eu, se ficar com peninha de comer o cupcake na hora, coisa que passará depois de algum tempo, acredite), eles vêm numa caixinha tão (ou mais) cute que os cupcakes. Uma pequena dose de fofurice em um dia carioca cinzento.


Já pensaram nos minicupcakes no seu casamento ou chá de panela? Owhnnnn luxo.

-----------------------------------

As fotos (de celular) não ficaram nada boas.

Segundo o site, tem no RJ, SP, Brasília e Goiânia.

sábado, 2 de outubro de 2010

Solução sem furos na parede


Problema: Colocar um quadro na cozinha.

Complicador 1: As paredes do ap só aceitam furos depois da força bruta de uma furadeira, que nós não temos, temos que pegar com os papais, e nunca é um trabalho fácil usar o equipamento.

Complicador 2: O quadro ficaria perfeito justamente em uma das portas da cozinha, que vive eternamente fechada.

Complicador 3: Não podemos furar a porta.

Solução: Direto da prateleira do supermercado para sua casa, adesivos Command, da 3M.

Em primeiro lugar, pensamos (eu e marido) em usar massa durepoxi para fixar o quadro na porta. Quando um dia saíssemos do ap, arrancaríamos o quadro à força, junto com as lascas da pintura da porta, certamente, e teríamos um quadro com as costas cheias de massa e uma porta lascada pedindo pintura.

E a ideia estava de pé. Fui atrás do durepoxi no supermercado, mas acabei me deparando com uma solução que parecia bem menos lambona: adesivos feitos para esse fim que prometiam segurar até 2kg na parede!




A aplicação foi bem simples (esqueci de fotografar o passo a passo, agora já tá lá na porta!): A embalagem vem com 4 pares, e o fabricante promete que cada par segura até 500 g. Cada adesivo vem com uma superfície cheia de filetes, que se encaixam uma na outra (como um velcro). Uma unidade vai na parede e a outra vai no objeto a ser pendurado.

Usei dois pares (4 unidades) para fixar o quadro. Medi tanto no quadro quanto na porta a distância e apliquei os adesivos, pois as fitas do quadro tinham que "casar" direitinho com as fitas aplicadas na porta. Feito isso, é só ajustar as fitas, empurrando até ouvir um "clique".

Parece ter ficado bem firme. Não recomendaria para objetos pesados, e o próprio fabricante recomenda não aplicar em quadros que fiquem acima da cabeceira da cama, por exemplo. Se meu quadro cair, no máximo (e certamente) cairá no meu pé enquanto estiver fazendo alguma coisa na cozinha, porque obviamente eu estarei na cozinha se um dia ele cair.

O melhor é que, segundo o fabricante, o adesivo pode ser facilmente retirado da superfície onde foi aplicado, sem deixar vestígios. Veremos.

Atualização em 03/2013 - Mais de 2 anos depois, o quadro continua no lugar, tão preso quanto no dia em que coloquei. Já usei os mesmos adesivos (tem nos tamanhos P, M e G - este último suporta até 2,3 kg de peso cada par) para pendurar outros quadros pela casa. Só não pude testar ainda a remoção, já que o fabricante promete que sai sem deixar marcas na parede. Veremos (ainda).

------------------------------------------

Este post (infelizmente) não foi patrocinado. O objetivo é apenas compartilhar uma solução para um problema de casa.

Comprei o meu no supermercado, mas achei para venda também na Kalunga.

Gerar PDF da postagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...