verificador pinterest Casa, Coisas e Sabores: Bebês de clorofila

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Bebês de clorofila

A ideia inicial era bem bem gourmet: ter vasinhos com tempero em casa para poder usá-los frescos, pois acho que os secos - que têm seu valor, é só questão de gosto pessoal - perdem um pouco a graça.

Sempre gostei de plantas, influência da minha mãe, mas nunca tive uma para chamar de minha.

Eis que passo no supermercado (tem de tudo no supermercado, não? Adooooro) e encontro uma remessa de vasos de temperos, entre eles, meus preferidos: manjericão e alecrim. Sim, havia chegado a hora de começar minha hortinha de apartamento!

Os manjericões estavam bem viçosos, não foi difícil escolher um, mas os alecrins...peguei um só de birra, pensando em tornar os últimos dias da criaturinha um pouco mais felizes.

Levei para casa, dei água e carinho, conversei, expliquei que a vida é boa, e eis que meus bebês de clorofila estão pimpões!


Os "cachepôs" são duas canecas de carinha

O manjericão é mais espertinho, vira as folhinhas em busca de luz e eu me divirto em ficar virando o vaso ao contrário quando ele já está todo virado em direção à janela. Um pouco de exercício é bom. Já tem quase o dobro da altura de quando chegou, para ele, o céu é o limite.

O alecrim já é mais retraído, na dele, cresceu pouco, mas em nada lembra a plantinha acanhada de caule murcho que veio para casa, está verdinho.

Estou esperando o manjericão e o alecrim ficarem bem fortes para o transplante: retirá-los dos vasinhos em que vieram e colocá-los em vasos maiores. Tenso.

Claro que não tive coragem de arrancar um folhinha que fosse dos dois.

----------------------------------------------------

Pesquisando na internet, vi que o manjericão gosta de terra mais úmida e rica em nutrientes (pode-se adubar a terra com humus ou esterco), e iluminação. Já o alecrim pede terra mais seca e "pobre", podendo ser regado umas 2 vezes por semana. Dica para colocar mais de um tempero no mesmo vaso ou floreira: é preciso escolher as espécies que têm afinidades, sob o risco de perder uma/algumas das mudas.

Preparando um vaso: duas partes de terra vegetal para uma parte de areia grossa e um pouco de adubo (humus, esterco), mais um pouco de cascalho no fundo do vaso para a drenagem. Pode-se diminuir o adubo e colocar xaxim para que a terra não retenha muita água, no caso do alecrim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou da postagem? Tem mais alguma dica para passar? Ficou com dúvidas? O espaço dos comentários está aberto para todos trocarem uma ideia :)

Gerar PDF da postagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...